Abel Ferreira
Abel Ferreira. Fotografia: Cesar Greco / SE Palmeiras

O SE Palmeiras, equipa liderada pelo treinador penafidelense Abel Ferreira, assegurou na terça-feira o acesso à final da Taça dos Libertadores, a “Champions” da América do Sul. Depois de um empate sem golos na receção ao Atlético Mineiro, outro empate (1-1) levou o “Verdão” à sua segunda final consecutiva nesta prova.

Jogando fora, a equipa comandada por Abel Ferreira beneficiou da regra dos golos fora, ainda em vigor na Confederação Sul-Americana de Futebol, e selou a sua passagem à final, na qual deverá defrontar o Flamengo que joga esta quarta-feira com os equatorianos do Barcelona, possuindo uma vantagem de dois golos no primeiro jogo.

“Gostaria que as minhas palavras fossem para os meus jogadores. Eles com quem trabalho, eles com quem eu sofro e neles que confio. Já disse para eles que, até o final do ano, não os abandonava. Recusei três propostas porque havia trabalho a fazer”, disse o comandante palmeirense em conferência de imprensa.

A qualificação para a final da Taça dos Libertadores ficou marcada ainda pela comemoração do 90º jogo do penafidelense ao serviço do SE Palmeiras, período em que somou 48 vitórias, 20 empates e 22 derrotas, além de dois títulos: Copa do Brasil e Libertadores de 2020.

Abel Ferreira fez toda a sua formação no clube da sua terra natal – o FC Penafiel – tendo também integrado a sua equipa principal entre 1997 e 2000. Como atleta passou ainda pelo Vitória de Guimarães, Sporting de Braga e o Sporting CP, onde terminou a carreira de jogador (em 2011) e se lançou como treinador, nas camadas jovens.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *