Violência

Em 2020, o Gabinete de Apoio à Vítima de Paços de Ferreira, que serve toda a população da região do Vale do Sousa, atendeu 217 vítimas de violência doméstica, maioritariamente mulheres, com idades compreendidas entre os 45 e os 55 anos.

O número, inferior ao registado em 2019, indicia que a pandemia mascarou os atos de violência, assim como os pedidos de ajuda por parte das vítimas. Marlene Fonseca, gestora do Gabinete, em entrevista ao Jornal IMEDIATO, afirmou que estes números podem ser apenas a ponta do iceberg de uma problemática transversal à sociedade.

Embora os crimes de violência sejam cometidos principalmente entre casais, existe uma outra franja da sociedade que começa a apresentar dados preocupantes – os idosos. No Gabinete, a violência entre idosos representa 15% das queixas.

Segundo Marlene Fonseca, esta é a área mais difícil de trabalhar e onde há mais caminho a percorrer, pois a vergonha de ser agredido por um filho é comum entre as vítimas. No entanto, a sociedade começa a estar cada vez mais sensibilizada para esta problemática, denunciando os casos através dos vários meios que têm disponíveis. Veja a entrevista!

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *