Sebastianas
Fotografia: Frame In Blending

A cidade de Freamunde já começa a ficar preparada para uma das maiores romarias da região, as Sebastianas, que vão acontecer de 7 a 12 de julho. O palco principal está montado e um pouco por toda a freguesia surgem luzes, cartazes e outros ornamentos associados à festa.

Contudo, ao contrário do que aconteceu em anos transatos, um local de especial relevo para o culto o Mártir de São Sebastião, a Igreja Matriz de Freamunde, ainda não se encontra iluminado. A escuridão neste local tem gerado controvérsia entre os populares.

Ao IMEDIATO, o presidente da comissão organizadora, Ricardo Carvalho, revelou que ainda está a ser encontrada uma solução com a paróquia para a iluminação do templo religioso.

“Como habitual, tínhamos a intenção de iluminar a igreja da forma tradicional, que é fixar luzes nas suas fachadas. Mas a igreja foi alvo de obras e a paróquia pediu para encontrarmos uma forma alternativa de a iluminarmos sem colocarmos pregos nas paredes”, explicou ao IMEDIATO o representante da comissão organizadora.

Neste momento, os festeiros encontram-se, em conjunto com a paróquia, em busca de uma solução que permita colocar ornamentos luminosos na Igreja Matriz e não danificar as suas fachadas, sendo que a preferência da comissão é manter o tradicional aspeto das luzes.

“Ainda não sabemos em que moldes é que esta iluminação vai acontecer, a nossa preferência era que fosse algo parecido com os anos anteriores. Não sendo possível, vamos ter de inovar, mas de qualquer das formas a igreja vai ser iluminada”, garantiu Ricardo Carvalho.

O IMEDIATO contactou ainda o pároco de Freamunde, Manuel Brito, que assegurou que a paróquia permite a iluminação da Igreja Matriz, mas que tem também o objetivo de “preservar o património que é de todos”.

“A paróquia permite a iluminação da igreja, mas há muitas formas de iluminar. Cada vez existem mais opções para iluminação de edifícios, cada vez mais criativas. O objetivo é preservar o património que é de todos, (…) ainda estão a decorrer obras globais na Igreja Matriz”, esclareceu.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.