Morte / Agredir / GNR / Penafiel /violência doméstica / pulseira eletrónica
Fotografia: Guarda Nacional Republicana

A GNR deteve, na quarta-feira, um homem de 43 anos pelo crime de violência doméstica, no concelho de Paredes. As autoridades policiais apuraram que o agressor exercia violência física e psicológica contra as vítimas que consigo coabitavam, seus pais com 70 e 67 anos, e que apresentam uma mobilidade física reduzida e problemas de saúde.

“Os episódios de violência surgiram há cerca de uma ano, após o divórcio do agressor, e desde logo começou a exigir dinheiro às vítimas para sustentar os seus vícios, associados ao álcool. Perante a impossibilidade financeira das vítimas os episódios de violência começaram a escalar, começando a surgir reiteradamente agressões físicas e ameaças de morte”, relata a GNR, em comunicado.

Tendo em consideração a gravidade dos factos, o agressor foi detido e presente no Tribunal de Instrução Criminal de Penafiel, onde ficou sujeito às medidas de coação de termo de identidade e residência, proibição de permanecer, frequentar ou de se aproximar da habitação das vítimas e de as contactar “por qualquer forma ou meio”.

O suspeito vai ficar controlado por pulseira eletrónica, sendo sujeito a avaliação clínica e eventual tratamento à sua dependência alcoólica, cujo controlo deve ser efetuado pela Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP).

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.