Em quatro anos, quase duplicou o número de vítimas acompanhadas na região
Fotografia: Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV)

No ano passado, 267 vítimas foram apoiadas na região do Vale do Sousa pela Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV). Segundo o relatório anual da entidade, nos últimos quatro anos notou-se um aumento na ordem dos 90% no número de acompanhamento na região.

Se, em 2017, eram 140 as vítimas acompanhadas pela APAV nos seis concelhos do Vale do Sousa, em 2020 o número aumentou em quase todos, à exceção de Castelo de Paiva, que continuou a ser o menos impactado com este problema, de acordo com os dados da entidade.

A nível nacional, os crimes contra as pessoas representaram 95,1% dos casos registados, com especial relevo para crimes de violência doméstica, que aconteceram em 75,4% dos contactos efetuados à APAV – mais de três em cada quatro.

Do Vale do Sousa, o concelho de Paços de Ferreira é aquele que contabiliza o maior número de pessoas apoiadas pela associação no ano passado – 155 – tendo este valor aumentado cerca de 154% comparativamente a 2017, ano em que foram acompanhadas 61.

O concelho pacense está mesmo entre os 20 concelhos com mais acompanhamentos da APAV a nível nacional. Segundo os dados da entidade, em primeiro lugar encontra-se Lisboa, com 714 vítimas, seguida por Braga, com 641 apoios prestados, e o Porto, com 375.

Na região, o segundo concelho mais afetado foi Paredes, com 33 vítimas apoiadas pela instituição no ano passado. Já Penafiel assinalou 30 apoios, seguindo-se Lousada com 25 vítimas e 22 em Felgueiras.

Castelo de Paiva é o concelho do Vale do Sousa com menos casos referenciados, tendo o valor vindo a descer desde 2017, ano em que foram acompanhadas seis vítimas. Em 2020, foram registados dois casos.

Recorde-se que o concelho de Paços de Ferreira tem o único gabinete de apoio da região, que abrange todos os municípios do Vale do Sousa. Fica situado no edifício da Câmara Municipal, nos Paços do Concelho – Praça da República, 46 (Sala 0.08 B).

Consulte a tabela e conheça os dados do seu concelho.

Concelhos/Ano

2017 2018 2019

2020

Castelo de Paiva

6 5 3

2

Felgueiras

12 11 24

22

Lousada

11 15 23

25

Paços de Ferreira

61

124 178

155

Paredes

32 59 72

33

Penafiel

18 13 29

30

Evolução do número de acompanhamentos da APAV na região.

Mais de 13 mil vítimas a nível nacional

Segundo o relatório de estatística da APAV, 13.093 pessoas foram apoiadas diretamente a nível nacional, num total de 66.408 atendimentos nos vários serviços de proximidade. Cerca de 75% do total de vítimas diretas eram do sexo feminino, com maior frequência na faixa etária entre os 25 e os 54 anos de idade.

A entidade registou 13.113 autores de crime, dos quais 65% eram do sexo masculino, a maioria com idades compreendidas entre os 35 e os 54 anos.

As principais dimensões dos contactos efetuados são telefónicas (61,6%) e presenciais (29,6%). Existe também apoio online ou via email, embora reduzido (17,7%).

Os Órgãos de Polícia Criminal (OPC), que na sua globalidade representaram cerca de 20% das referenciações assinaladas, foram o meio de contacto mais frequente. Seguiram-se as referenciações de amigos, conhecidos ou vizinhos, que, em 2020, se aproximaram dos 14%.

Artigo editado por Ricardo Rodrigues. 

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *