Coaching…para quê? - Saber Viver

Todos nascemos e vivemos até um dia surgir a morte biológica! O nosso “prazo de validade” não é conhecido por nós e ainda bem. Assim caro leitor, independentemente da sua idade ser algo “elevada,” nada garante que não possa chegar aos 120 anos. Assim, o nosso foco está no intervalo entre o berço e o caixão. Tal significa Viver! Sabemos que para exercer qualquer atividade profissional teremos tanto mais sucesso e felicidade quanto mais dominarmos técnica e cientificamente essa profissão, associando-lhe a criatividade, inovação e o entusiamo único e irrepetível de cada ser humano.

Vamos imaginar que a nossa primeira profissão é Viver! Na realidade nem sequer é necessário imaginar. É mesmo! A questão que se coloca é: Onde aprendeu a Viver? Quem foram os seus “professores”? Foram as pessoas que mais de perto se relacionaram consigo? Será que esses “professores” tinham “credenciais” para isso? Muitos no Facebook dizem que andam na “Universidade da vida” mas nunca mencionam quais os seus professores! Será essa “universidade” válida?

A maioria das pessoas vive em modo “bicicleta” onde a vida vai fluindo tendo em conta o declive da estrada feito pelos outros! Viver é diferente de Saber Viver. Afinal, das pessoas que conhece quais aquelas que Sabem Viver? Provavelmente o leitor está a pensar que estou a referir-me àquelas que tem profissões de elevada remuneração, o dito “estatuto elevado”! Pode ocorrer, obviamente, mas não necessariamente!

Curiosamente, alguns estudos indicam que a sensação de “não felicidade” ocorre principalmente nas classes mais altas! As pessoas que quero mencionar são todas aquelas que estão entusiasmadas por Viver, que tiveram que dar ao “pedal”, fazer novos caminhos, com subidas íngremes, mas sabiam onde queriam chegar. Qualquer que seja a sua atividade profissional, sentem que encontraram a sua missão, independentemente da sua remuneração!

Mesmo que ocorra alguma instabilidade na sua vida, arregaçam a mangas e voltam a “dar ao pedal,” a erguer-se, sem raiva, sem medos, apenas com coragem, com sonho e com fé raciocinada! Aquelas pessoas sorriem, partilham o seu entusiamo com os outros, estão gratas por Viver e deixam a sua marca, única e insubstituível neste mundo. Sabem Viver, e a Vida tem um sentido e um propósito!

Para elas, independentemente da idade, ajustam os seus sonhos e aceitam tranquilamente a sua “velhice” e as limitações orgânicas da mesma! Para elas, Viver foi uma evolução consciente, conhecendo-se profundamente e superando-se continuamente. Quando a dita “morte” biológica chegar podem dizer “ valeu a pena Viver”!

Assim caro leitor, perante estas premissas e dependendo da avaliação da satisfação que tem com a sua vida, pode escolher continuar a “descer” na sua bicicleta da vida ou pode “dar ao pedal” para algo de diferente que queira alcançar ou conseguir. A isto chama-se a concretizar os Sonhos.

E é aqui que entra o Coaching. Através da Prática do Coaching, poderá ser “levado” a um consciente e profundo autoconhecimento fortalecendo os seus “talentos” no sentido de se direcionar para o Sonho que deseja concretizar. Não se esqueça que viver é diferente de Saber Viver! Afinal a sua “felicidade” só pode ser vivida por si!

Não perca o próximo artigo de “Coaching…para quê?”. Leia mais artigos na página de opinião do IMEDIATO.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *