Centros comerciais / Saldos

Esta segunda-feira, os centros comerciais reabriram portas ao público e a faturação bateu os valores anteriores à pandemia de covid-19. Segundo o estudo da REDUNIQ, as lojas nestes aglomerados venderam mais 124% relativamente à segunda-feira anterior e 25% à média alcançada nas segundas-feiras de abril de 2019.

Com a reabertura ocorrida esta segunda-feira, os centros comerciais de todo o país registaram mais 25% de faturação do que na média alcançada nas segundas-feiras de abril de 2019, ano anterior à pandemia.

Algumas categorias específicas dos centros comerciais verificaram aumentos face a 2019, nomeadamente as lojas de artigos desportivos (+ 116%), perfumarias (+ 84%), sapatarias (+ 79%), pronto a vestir (+ 35%), e ourivesarias (+ 21%).

Por outro lado, a restauração atingiu menos 7% de faturação em relação aos valores de 2019, um resultado que “poderá dever-se às limitações do número de pessoas nestes estabelecimentos, o que os impede de chegar a uma faturação normal”, refere Tiago Oom, Diretor da REDUNIQ.

Também os hipermercados de centros comerciais decresceram 11%, a par dos cinemas, que, apesar da reabertura, decresceram 89% face a 2019.

Artigo editado por Ricardo Rodrigues.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *