risco . Saúde, Desconfinamento; Paços de Ferreira; Incidência covid-19
Fotografia: Direitos Reservados

A Autoridade Regional de Saúde (ARS) do Norte desaconselhou, esta semana, “a realização de eventos/festas/jantares que promovam a aglomeração de pessoas, na região Norte, com efeitos imediatos”, devido à evolução negativa da situação epidemiológica no país.

Em comunicado, a autoridade de saúde regional refere que se vive num “elevado grau de incerteza”, que implica uma avaliação de risco contínua e uma redefinição das medidas implementadas conforme o nível de risco que se vive.

“É do conhecimento comum que qualquer evento, independentemente da sua natureza (familiares, desportivos, corporativos ou culturais), contribuindo para a agregação de pessoas, constitui, no contexto da situação epidemiológica atual, um risco acrescido para a Saúde Pública, condicionando um risco real de que possam circular pessoas infetadas, com ou sem sintomas, ainda que com um esforço de testagem prévia”, defende a autoridade de saúde.

Através de nota de imprensa, a ARS Norte apelou ainda a que os cidadãos que pretendam realizar eventos “ponderem o risco a que se estão a submeter, assim como aos demais participantes, tendo a responsabilidade de aplicar as medidas de redução de risco e de cumprir, promover e garantir o cumprimento da legislação vigente aplicável, bem como das normas, orientações e recomendações da Direção-Geral da Saúde, atendendo ao risco existente de infeção por SARS-CoV-2 e ao risco para a Saúde Pública por propagação da doença covid-19”, lê-se.

Recorde-se que, na quinta-feira, o Governo anunciou uma paragem no processo de desconfinamento, avançando com a suspensão da nova fase prevista para segunda-feira devido ao aumento da incidência e índice de transmissibilidade no continente.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *