xaixaia 1

O conceito é simples: uma caixa onde quem precisa pode retirar bens alimentares essenciais, e quem quer (e pode) ajudar reabastece. As caixas solidárias já chegaram a Paços de Ferreira, através da iniciativa de Cátia Veiga, e a Penafiel, através da Casa Futebol Clube do Porto (FCP).

“Reparei que havia uma iniciativa a nível nacional e vi que em Paços de Ferreira não havia nenhuma caixa solidária. Coloquei nas redes sociais, tive uma afluência muito grande e no mesmo dia colocamos dez caixas”, contou Cátia Veiga, de 26 anos, ao IMEDIATO.

Agora, através de um grupo de Facebook onde estão reunidos cerca de 3500 pacenses, já existem mais de 30 caixas solidárias espalhadas pelo concelho e outros projetos para chegar ao mais carenciados

Veja a entrevista ao IMEDIATO, em que a voluntária de 26 anos fala do impacto que as caixas solidárias têm tido no concelho, das novas iniciativas lançadas e de como “é incrível como as pessoas ajudam e se preocupam com o outro”.

Penafiel: “Quase todos os dias temos de reabastecer a caixa solidária”

A celebrar o seu primeiro aniversário em tempos de pandemia, a Casa FCP de Penafiel inaugurou uma caixa solidária na sua sede, no Edifício Cavalum (em frente ao Tribunal de Penafiel).

A caixa “azul e branca” foi uma das primeiras do concelho e pretende ajudar a resolver “a falta de alimentos e outros bens essenciais em alguns lares” do concelho.

Ao IMEDIATO, Pedro Moreira, presidente da direção da Casa FCP de Penafiel, contou que, desde que instalaram a caixa solidária, os membros e outros voluntários têm de colocar bens alimentares quase todos os dias devido à enorme afluência.

Veja a entrevista completa, em que o presidente dos “azuis e brancos” penafidelenses fala de como a iniciativa começou, de como a comunidade recebeu a iniciativa e de que “não existem clubes” no que toca a ajudar o outro.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.