"Mudança das regras arruína Fim de Ano"

Para a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), o “passo atrás” do Governo nas regras de Fim de Ano, passando a proibir a circulação na via pública a partir das 23:00 no dia 31 de dezembro e a partir das 13:00 nos dias 1, 2 e 3 de janeiro, vai “arruinar” o funcionamento do setor.

“Não se pode deixar de lamentar a instabilidade que estas [novas regras] provocam e chamar a atenção para as despesas que nesta altura já foram realizadas pelas empresas, que permitiram reservas e adquiriram produtos e serviços, não podendo agora ver o seu investimento recuperado”, apela a associação, em comunicado.

 

Além da limitação de circulação imposta no Fim de Ano, o Governo cortou os horários dos estabelecimentos: no dia 31 de dezembro, vão poder funcionar apenas até às 22:30, e nos dias 1, 2 e 3 de janeiro apenas até às 13:00.

“Esta situação torna ainda mais urgente a regulamentação dos apoios às nossas empresas, que foram anunciados no passado dia 10 de dezembro pelo Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital e a sua imediata implementação”, defende a AHRESP.

Nos últimos meses, o setor tem vindo a protestar as restrições impostas pelo Governo, tendo acontecido manifestações em vários pontos do país. Em Paços de Ferreira, os empresários da restauração reuniram-se e organizaram uma manifestação para apelar às autoridades.

(Vídeo) Restauração de Paços de Ferreira saiu para a rua em protesto

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.