Nuno Alves

Aos olhos de Nuno Alves, a música é um ramo difícil, com novos nomes a surgirem de dia para dia e poucas oportunidades para ganhar espaço. As plataformas musicais retiraram um forte “ganha pão” dos artistas – a venda de álbuns, – tendo a pandemia levado os concertos, que apenas agora começam a voltar. Ainda assim, criar música é indiscutivelmente uma paixão para o cantor pacense, que tem vindo a levantar o véu ao seu segundo álbum, «Adamastor».

Nuno Alves apenas despertou para a música com 18 anos, quando foi presenteado com uma guitarra no seu aniversário.  “Em criança tive algumas aulas de música, mas apenas queria o desporto. Mas comecei a descobrir a guitarra, a aprender e a gostar”, contou ao IMEDIATO o músico, com 31 anos celebrados.

O seu primeiro álbum a solo, “Dois lados de uma caixa de cartão”, foi iniciado em 2015, mas apenas concluído em 2020, tendo acumulado mais de dois milhões de reproduções nas plataformas digitais de streaming. Veja o último episódio da «Esquina Criativa» e descubra mais sobre o músico pacense!

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.