Cristelo
Fotografia: Direitos Reservados

No domingo, a freguesia de Cristelo, no concelho de Paredes, disputou uma “segunda ronda” das eleições autárquicas após um empate a 26 de setembro entre o Partido Socialista e a coligação «Primeiro as Pessoas», que aglutina o PSD com o CDS-PP.

Com uma maior afluência às urnas, os próximos quatro anos na freguesia acabaram por ficar definidos por uma diferença de três votos: foram 602 para a candidatura do Partido Socialista, encabeçada por José Rodrigues, e 599 para a coligação, que relançou Carlos Franclim. Já a candidatura da CDU somou dez votos.

Em comparação com o último ato eleitoral, mais 121 cidadãos exerceram o seu direito de voto na freguesia. A 26 de setembro, foram 1.104 os que se deslocaram às mesas de voto na Escola Básica e Secundária de Cristelo (71,54%), enquanto a 17 de outubro foram 1.225 eleitores (76,61%). No total, 1.599 cidadãos estavam inscritos nos cadernos eleitorais.

Recorde-se que, a 27 de setembro, após três contagens dos votos, foi declarado um empate na corrida à Junta de Freguesia. O PS e a coligação PSD/CDS-PP somaram 533 votos cada, enquanto a CDU obteve 18, com ainda 13 votos em branco e sete nulos.

O caso seguiu para tribunal, tendo sido confirmado o empate, e o Tribunal Constitucional agendou  um novo ato eleitoral.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.