Incidência, Desconfinamento, Pandemia, Casos de covid-19
Fotografia: Polícia de Segurança Pública

De 1 a 14 de julho, a região do Vale do Sousa registou um aumento de 133,36% na incidência cumulativa de covid-19 a 14 dias (casos positivos por cada 100 mil habitantes), passando a ter um valor médio próximo da “linha vermelha” do Governo.

Os dados do boletim epidemiológico da Direção Geral da Saúde, publicado esta sexta-feira, mostram que todos os concelhos da região registaram um aumento, tendo o maior ocorrido em Paços de Ferreira (238,25%), apesar do concelho pacense ser o segundo com menor número de casos por 100 mil habitantes no período em análise (195), logo a seguir a Castelo de Paiva (170). Além de Paços de Ferreira, as maiores incidências registaram-se em Paredes (171,97%) e Felgueiras (170,11%), com Paredes a integrar já, juntamente com Lousada, a lista de concelho em risco elevado, por ter registado mais de 240 casos nas duas últimas semanas e terem, respetivamente, 359 e 389 casos por 100 mil habitantes.

“Em alerta” estão agora os concelhos de Castelo de Paiva, Felgueiras, Paços de Ferreira e Penafiel.

Relativamente aos últimos dados conhecidos, de 1 a 14 de julho, o concelho de Lousada e Penafiel registaram aumentos percentuais abaixo da centena, respetivamente 80,93% e 90,19%. Consulte a tabela e conheça os dados do seu concelho.


Incidência cumulativa (casos de covid-19 por 100 mil habitantes) no Vale do Sousa*:

Concelho Incidência de 24/06 a 07/07 Incidência de 01/07 a 17/07 Diferença (%)
Castelo de Paiva 72 170 +136,11%
Felgueiras 87 235 +170,11%
Lousada 215 389 +80,93%
Paços de Ferreira 51 195 +283,35%
Paredes 132 359 +171,97%
Penafiel 112 213 +90,19%
Vale do Sousa 111,5 260.2 133,36%

*Dados do boletim epidemiológico da Direção Geral da saúde de 16/06.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *