Covid-19
Fotografia: IMEDIATO/Ricardo Rodrigues

Esta segunda-feira, o relatório de situação da Direção Geral da Saúde (DGS) voltou a indicar descidas na incidência cumulativa de covid-19 (novos casos positivos por cada 100 mil habitantes), que, desta vez, possibilitaram a quase todos os concelhos do Vale do Sousa descerem de nível de risco de contágio.

Em média, os seis concelhos do Vale do Sousa analisados pelo IMEDIATO (Paços de Ferreira, Penafiel, Paredes, Lousada, Felgueiras e Castelo de Paiva) viram a sua incidência cumulativa cair 37,11% entre 27/01 e 09/02, quando comparando com os últimos dados divulgados pela DGS, de 20/01 a 02/02.

Se, no primeiro período analisado, eram quase 909 os casos positivos de covid-19 por 100 mil habitantes, este valor caiu para cerca de 572.

Paços de Ferreira, Penafiel e Paredes passam para risco “elevado”

Os concelhos de Paços de Ferreira, Paredes e Penafiel caíram do nível de risco “muito elevado” (com incidências entre 480 e 959,9 casos por 100 mil habitantes) para o nível “elevado” (entre 240 e 479,9).

Dos três concelhos, Penafiel registou a maior diminuição na incidência cumulativa em todo o Vale do Sousa, passando de 899 casos por 100 mil habitantes para 477, menos 46,94%. Já em Paredes o indicador caiu 38,98%, de 762 para 465.

Por outro lado, Paços de Ferreira continua a registar a menor incidência de covid-19 da região, mas a sua diminuição foi de 29,30%, a mais baixa da região, quando comparando com os últimos dados conhecidos.

Felgueiras e Castelo de Paiva saem do nível de risco mais crítico

Já Felgueiras e Castelo de Paiva saíram do nível “extremamente elevado”, o patamar mais elevado da tabela classificativa usada pelo Governo para acompanhar a evolução epidemiológico, com incidências superiores a 960 casos por 100 mil habitantes, para o nível “muito elevado”.

Castelo de Paiva continua a apresentar a maior incidência cumulativa da região, com 725 infetados por 100 mil habitantes. Contudo, o valor caiu cerca de 41,01%, sendo que, de 27/01 a 09/02, rondava os 1.230.

Em Felgueiras a situação foi semelhante, tendo o número de casos por 100 mil habitantes caído 31,80%, de 1.044 para 712.

Por outro lado, o município de Lousada, ainda que reduzindo a sua incidência cumulativa em 31,95%, comparando com os últimos dados conhecidos, mantém-se no nível de risco “muito elevado”.

Consulte a tabela e saiba mais acerca da situação do seu concelho.


Incidência cumulativa (casos de covid-19 por 100 mil habitantes) no Vale do Sousa*:

Incidência de 20/01 a 02/02 Incidência de 27/01 a 09/02 Diferença (%)
Castelo de Paiva 1.229 725 -41,01%
Felgueiras 1.044 712 -31,80%
Lousada 892 607 -31,95%
Paços de Ferreira 628 444 -29,30%
Paredes 762 465 -38,98%
Penafiel 899 477 -46,94%
Vale do Sousa 909 571,67 -37,11%

*Dados do boletim epidemiológico da Direção Geral da saúde de 15/02.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *