Covid-19

Depois de semanas em declínio, a incidência cumulativa de covid-19 a 14 dias (novos casos de covid-19 por 100 mil habitantes) entre 23 de dezembro e 5 de janeiro aumentou no Vale do Sousa, quando comparada com os últimos dados conhecidos, do período de 14/12 a 27/12.

Segundo o relatório de situação da Direção Geral da Saúde (DGS), datado desta segunda-feira, este indicador aumentou nos seis concelhos da região do Vale do Sousa analisados pelo IMEDIATO, sendo que a subida foi, em média, de 14,36%.

O concelho com o maior aumento foi Lousada, que passou dos 319 casos por 100 mil habitantes (14/12 a 27/12) para os 445 (23/12 a 5/01), uma escalada de 39,50%. Já a menor subida aconteceu em Penafiel, município que passou dos 431 por 100 mil habitantes para 436, mais 1,16%. Consulte a tabela e descubra mais sobre a situação pandémica do Vale do Sousa.

Esta segunda-feira, o país registou 5.604 novos casos de covid-19, 2.948 casos de recuperação e 122 óbitos, um novo recorde. Recorde-se que, tendo em conta a situação atual, o Governo colocou em cima da mesa um novo confinamento, que deverá ser anunciado ainda esta semana.


Incidência cumulativa (casos de covid-19 por 100 mil habitantes) no Vale do Sousa*:

Incidência de 14/12 a 27/12 Incidência de 23/12 a 05/01 Diferença (%)
Castelo de Paiva 349 375 + 7,45%
Felgueiras 496 615 + 23,99%
Lousada 319 445 + 39,50%
Paços de Ferreira 353 391 + 10,76%
Paredes 452 467 + 3,31%
Penafiel 431 436 + 1,16%

*Dados do boletim epidemiológico da Direção Geral da saúde de 11/01.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *