Os quarenta alunos de duas turmas de Fisioterapia da Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (CESPU), em Gandra (Paredes), testaram negativo à Covid-19, depois de terem sido colocados em quarentena por contactarem com uma aluna infetada.

Na semana passada, houve a confirmação de que uma estudante tinha testado positivo durante um procedimento da CESPU para a retoma das aulas presenciais.

Na sequência da descoberta, foram identificados 19 colegas de turma que tinham estado com a estudante infetada no exterior do campus. No total, ficaram de quarentena quarenta alunos que tinham contactado entre si, pertencentes a duas turmas.

Agora que se fizeram os testes de despistagem, os alunos que testaram negativo vão “regressar brevemente à sua atividade letiva com toda a segurança e normalidade”. Contudo, a aluna infetada continua em isolamento, sem sintomas e vai realizar um novo teste ainda esta semana.

“A CESPU vai manter toda a atenção no cumprimento das medidas de proteção individual que se encontram em vigor dentro das instalações, e sempre que necessário, continuará a tomar toda e qualquer medida de prevenção”, adianta o comunicado da CESPU.