Trabalhador de 31 anos morre depois de cair num poço com 15 metros de profundidade

Um homem de 31 anos morreu depois de cair um poço com cerca de 15 metros de profundidade, em Astromil, no concelho de Paredes.

Ao que o Jornal IMEDIATO apurou, a vítima, natural da freguesia de Termas de São Vicente, em Penafiel, andava com uma equipa a fazer a limpeza e o abate de árvores numa mata, na freguesia paredense de Astromil.

Foi durante a tarefa que o homem caiu num poço, com cerca de 15 metros de profundidade, tendo sido encontrado pelos colegas, ainda com vida, que estranharam a ausência do trabalhador e foram procurá-lo.

Os Bombeiros Voluntários de Rebordosa foram chamados ao local e, devido à profundidade do poço, pediram o apoio de uma equipa de salvamento de grande ângulo, da corporação de Lordelo.

“O trabalhador foi retirado do poço, mas já se encontrava em paragem cardiorrespiratória. Demos início às manobras de reanimação, com o apoio da equipa da viatura médica de emergência e reanimação do Vale do Sousa, mas não conseguimos reverter a paragem e o óbito foi declarado no local”, relatou Paulo Ferreira, 2.º comandante dos Bombeiros Voluntários de Rebordosa.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.