Maddie / Futebol /Cobiça / Xurdir / Teclado hcesar

A um amigo perguntavam muitas vezes, como era possível ele ser tão feio e ter tanto sucesso nas suas conquistas e ser tão disputado por mulheres extraordinariamente belas. Ao que ele respondia com simplicidade: “apenas preciso que me deem 5 minutos”!

Esta frase simples, mas intensamente reveladora e carregada de significado, sempre me transmitiu uma ideia poética, de que algo muito superior se sobrepõe ao que normalmente denominamos relativamente ao amor, de “primeira vista”.

Mesmo percebendo que em cinco minutos poderíamos discorrer um rol de falsas virtudes e até consciente de que diariamente “marcas” nos convencem em muito menos de 5 minutos, de que os seus atributos extraordinários são a escolha mais acertada, não deixo de me fascinar pela ideia de que mais do que a nossa aparência, a nosso verdadeira essência seja possível pincelar em 5 minutos e permita que alguém tenha a possibilidade de se enamorar por essas qualidades escondidas, sobrepondo essas virtudes à nossa fealdade física.

Esta ideia introdutória, pretende fazer uma ponte para a realidade que hoje vivemos, em que a nossa vida é exposta e projetada por inúmeras histórias e momentos que discorrem embalados por milhares de “pixéis” nas redes sociais. Diariamente tratamos do nosso “feed” como se fôssemos publicitários a vender o nosso “fantásticó-invejável” estilo de vida, cuja a observação e apreciação de quem segue, apenas coloca ao dispor da análise do nosso extraordinário sucesso e mérito, um polegar para fazer correr as imagens no smartphone e em alguns momentos, disponibilizam o indicador para juntar ao polegar, para melhor apreciar uma foto menos evidente.

Dizer com isto, que a imagem é importante, a vaidade é uma legítima forma de nos evidenciarmos, mas o brio será sempre a forma mais duradoura e inabalável de exaltar as nossas virtudes. Entenda-se que brio, para além de contemplar a estética e a aparência, vai muito além disso.

O brio é asseio, educação, profissionalismo, altruísmo, bom senso, respeito, responsabilidade, compromisso!

E sim, esta conjugação de qualidades, terá sem sombra de dúvida um genuíno efeito de encantamento, que certamente 5 minutos, olhos nos olhos, serão escassos, mas seguramente mais verdadeiros que uma foto excessivamente saturada de filtros.

Leia mais artigos na página de opinião do IMEDIATO.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *