Paredes
Fotografia: GNR

A GNR recuperou, na quarta-feira, diversos artigos que tinham sido furtados de uma residência, no concelho de Paredes, avaliados em mais de 10 mil euros. Segundo a GNR, o suspeito, um homem de 31 anos, foi constituído arguido.

Em comunicado, aquela força policial referiu que a apreensão aconteceu no âmbito de uma investigação por furto em residência ocorrida no mesmo dia. “O indivíduo introduziu-se na residência, através de arrombamento de porta, tendo furtado diverso material”, lê-se.

Os militares da Guarda realizaram, durante a investigação, uma busca domiciliária, tendo recuperado o material furtado. Entre os bens devolvidos ao legítimo proprietário, a GNR destacou:

  • 22 relógios de diversas marcas;
  • Um computador portátil;
  • Um disco externo;
  • Um monitor;
  • Uma coluna de som, com carregador e respetivos cabos de alimentação;
  • Dois telemóveis;
  • Diversas peças em ouro e prata;
  • Um mealheiro com cerca de 400 euros.

Já o suspeito, com antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza, tinha sido condenado na terça-feira a uma pena suspensa de dois anos por furto em estabelecimento de combustível. Foi constituído arguido e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Paredes.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *