O PSD de Paços de Ferreira apelou esta sexta-feira à criação de um serviço de testes de Covid-19 para funcionários das empresas do concelho. “Empresas estão a encerrar ou veem o seu número de funcionários reduzido por estes terem tido contactos com pessoas infetadas”, explicou o partido.

Numa nota de imprensa enviada às redações, os sociais-democratas pacenses consideram que a situação atual do concelho é “extremamente preocupante”, sendo o número de contágios “galopante”.

Assim, ainda que o partido veja com bons olhos algumas das medidas adotadas pela Câmara Municipal de Paços de Ferreira, como a disponibilização de um centro de rastreio e a campanha de distribuição de máscaras e álcool gel à população, deixa críticas.

Para os sociais-democratas, o centro de testes que vai nascer no Estádio Capital do Móvel durante a próxima semana “incompreensivelmente tardou” a chegar. Além disso, consideram importante a disponibilização de um serviço de testes aos funcionários das empresas do concelho para que as suas redes de contágios internas “possam ser esbatidas”.

“Hoje, são conhecidos inúmeros casos de empresas que estão a encerrar ou veem o seu número de funcionários reduzido por estes terem tido contactos com pessoas infetadas”, explicou o partido.

Também a campanha de distribuição de máscaras e álcool gel a toda a população do concelho é ponto de concordância para o PSD, contudo, aos olhos dos “laranjas” de Paços de Ferreira, deviam ser as Juntas de Freguesia a distribuir o material – e os mais necessitados deviam ter prioridade.

“Não podemos aceitar que num momento de emergência, o município convide os nossos concidadãos a deslocarem-se a um único local para fazer o levantamento destes bens, originando aglomerados de pessoas. O PSD entende que esta missão deve obrigatoriamente ter a colaboração das Juntas de Freguesia e eventualmente outras instituições dispersas pelo concelho e deve ser garantida a entrega destes bens, primeiramente, àqueles que deles mais necessitam”, considera.

ouro e prata