FC Penafiel

Depois de uma derrota numa deslocação ao GD Chaves, o presidente do FC Penafiel, António Gaspar Dias, participou na conferência de imprensa da partida, deixando críticas à equipa de arbitragem, encabeçada por Ricardo Baixinho.

O encontro da 26ª jornada da II Liga terminou com o marcador a 2-1, a favor da equipa da casa. Os rubro-negros estrearam o marcador aos 26 minutos, por Rui Pedro. Já os golos do GD Chaves foram marcados por João Teixeira, aos 36 minutos, e por Roberto Rodrigo, aos 90+4′.

Contudo, já depois do final do jogo, ocorreram duas expulsões: de Kevin Pina e Ronaldo Tavares. Kevin Pina, do Chaves, entrou no relvado e agrediu Paulo Henrique, do Penafiel, e foi expulso. A agressão gerou confusão no campo e, depois, Ronaldo Tavares, do FC Penafiel, também foi expulso.

No final da partida, o presidente dos rubro-negros esteve na conferência de imprensa, criticando o desempenho da equipa de arbitragem durante o encontro.

“Quero dar os parabéns às duas equipas, que proporcionaram um bom espetáculo, só lamento que a terceira equipa, a de arbitragem, não tenha acrescentado nada ao espetáculo, sobretudo na parte final”, referiu António Gaspar Dias.

“Lamento muito o que aconteceu aqui hoje, lamento que o árbitro não tenha estado ao nível das duas equipas e espero que estas minhas palavras possam levar a uma reflexão para aqueles que arbitram os jogos e muitas vezes não entendem os momentos do jogo e com isso prejudicam a arbitragem e o futebol em Portugal”, afirmou o presidente do FC Penafiel, no final do jogo.

Os rubro-negros ocupam a sétima posição da II Liga, com 37 pontos e a dez do Feirense, que ocupa o terceiro lugar, com a mesma pontuação que a Académica.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *