Portugal foi novamente considerado o terceiro país mais pacífico do mundo pelo relatório internacional do Instituto para a Economia e Paz. Apenas atrás da Islândia e da Nova Zelândia, o país é visto como sendo o mais seguro da União Europeia.

O relatório, que cobre 163 países e 99,7% da população mundial, usa 23 indicadores e mede a paz em três áreas: Segurança da Sociedade, Conflitos Domésticos e Internacionais e Grau de Militarização.

Enquanto, em média, os países viram os seus níveis de paz diminuírem 0.34% este ano, tendência a que nem a Islândia escapou, em Portugal tal não se sucedeu e o país manteve os números de 2019.

Portugal tem um índice de 1.247 (quanto menor o valor, mais seguro e pacífico é o país), com um Grau de Militarização de 1.3 em 5, um nível de Segurança da Sociedade de 1.4 em 5 e um grau de Conflitos Domésticos e Internacionais de 1 em 5.

Por outro lado, a Islândia, considerada a nação mais pacífica do mundo desde 2008, tem um índice geral de 1.078, com um Grau de Militarização de 1 em 5, um grau de Segurança da Sociedade de 1.2 em 5 e um grau de Conflitos Domésticos e Internacionais de 1 em 5.

Em comunicado enviado às redações, o Ministério da Administração Interna destacou que “os passos significativos que Portugal tem dado nos últimos anos em matéria de segurança têm permitido a redução da criminalidade e, consequentemente, a subida gradual e consolidada neste ranking”.

Contudo, ainda que os conflitos e crises do passado” comecem a diminuir, a pandemia de Covid-19 tem causado “uma nova onda de tensão e incerteza”, reconheceu o ministério.

Em 2014, Portugal ocupava o 18.º lugar, tendo atingido o top 5 em 2016, osclilando desde então entre o 3.º e o 5.º lugar.

ouro e prata