IMG 1489 scaled
Fotografia: Ricardo Rodrigues

Localizado na Bouça das Fervenças, a alguns metros da estrada que leva à Citânia de Sanfins, o Penedo das Ninfas está bem camuflado ao olho desatento. Entre as árvores e as ovelhas que pastam calmamente, ao longe, o bloco granítico parece apenas mais uma rocha granítica, tão abundante no Vale do Sousa.

Contudo, há cerca de 1.700 anos, era o exato oposto. O Penedo das Ninfas era um local de culto para o povo que habitava a Citânia de Sanfins. Na pedra, ainda é possível ler partes de duas inscrições em latim: “Cosunea”, divindade guerreira, e “Fidueneas”, nome do povo castrejo, e lá eram realizados sacrifícios de animais e mesmo de prisioneiros em nome da deusa indígena.

O Penedo das Ninfas foi classificado como Imóvel de Interesse Público há exatamente 68 anos, a 17 de abril de 1953 e o IMEDIATO foi à procura de mais informação sobre o misterioso rochedo. Veja a reportagem!

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *