Recluso / violência / Gang das Picaretas
Fotografia: Direitos Reservados

A GNR deteve, na terça-feira, um homem de 69 anos no concelho de Paredes por violência doméstica. De acordo com um comunicado da força policial, o suspeito chegou a ameaçar de morte a sua esposa e a tentar incendiar a residência com uma explosão de gás.

“No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o agressor, exercia violência física e psicológica contra a vítima, sua esposa de 68 anos, revelando comportamentos violentos, possessivos e controladores desde o início do matrimónio, há cerca de 45 anos”, descreve a força policial.

Segundo a mesma fonte, há um ano ocorreu uma “escalada de violência” devido ao consumo de álcool por parte do agressor, que causou “agressões físicas e verbais mais frequentes e graves”. O homem terá chegado a ameaçar de morte a ofendida com recurso a uma arma branca, tentando ainda incendiar a habitação através de uma explosão de gás.

Perante a gravidade dos factos, o agressor foi detido e presente na quarta-feira a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Penafiel. Ficou sujeito às medidas de coação de proibição de se aproximar, permanecer ou frequentar a habitação da ofendida, num raio de 300 metros, proibição de contactar, por qualquer forma ou meio com a vítima, controlado por pulseira eletrónica, proibição de adquirir quaisquer tipo de armas, devendo, em cinco dias, proceder à entrega junto do Órgão de Polícia Criminal de quaisquer armas que possua.

O sexagenário ficou ainda sujeito a uma avaliação clínica e eventual tratamento à sua dependência alcoólica, em termos a definir pela Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP).

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *