Nuno Araújo
Fotografia: APDL

Nuno Araújo, ex-chefe de gabinete de Pedro Nuno Santos no anterior Governo, foi esta terça-feira alvo de buscas por parte da Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) e da Polícia Judiciária. Segundo o Diário de Notícias, foram efetuadas dez buscas por suspeitas de práticas de crimes de tráfico de influência e/ou corrupção.

Segundo um comunicado do DCIAP, as buscas decorreram “na sede de uma sociedade comercial, em Departamentos de Contratação Pública de diversos Municípios, numa empresa pública de gestão de águas e em habitações nas zonas de Penafiel e Guimarães”.

A publicação adianta ainda que o inquérito investiga ” factos relacionados com a celebração, por ajuste direto, de aquisição de serviços entre uma sociedade comercial e os referidos municípios e a empresa pública”.

Recorde-se que Nuno Araújo foi, no anterior Governo socialista, chefe de gabinete de Pedro Nuno Santos, atual ministro das Infraestruturas, quando este ocupava o cargo de Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares. O penafidelense foi nomeado pelo Ministério das Infraestruturas e Habitação como presidente do Conselho de Administração da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) até 2022.

“À data, a sociedade adjudicatária seria gerida e controlada de facto pelo sócio-gerente anterior, o qual exercia então funções de chefe de gabinete ministerial. O mesmo usaria a sua influência decorrente do cargo para conseguir a celebração por ajuste direto, tirando benefícios monetários através de outra sociedade comercial, que igualmente controlava”, revelou ainda o DCIAP.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *