sintético

Depois de o presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, Humberto Brito, ter anunciado nas suas redes sociais a colocação de mais três pisos sintéticos em complexos desportivos do concelho, instalou-se polémica em várias frentes.

Prontamente, a Associação Desportiva e Cultural (ADC) de Penamaior, que não faz parte dos três clubes abrangidos, reagiu com “tristeza” e “revolta” ao anúncio, afirmando que, enquanto “uns são brindados com sintéticos”, o clube “nem campo próprio” possui.

Também a concelhia do Partido Social Democrata (PSD) enviou às redações uma nota de imprensa sobre o tema, acusando o executivo municipal de ter uma “vontade incontrolada” em “anunciar obras sem qualquer critério para os meses que antecedem as eleições autárquicas”.

ADC Penamaior: “Uns são brindados com sintéticos, nós nem campo próprio temos”

A direção da ADC Penamaior reagiu publicamente ao anúncio de Humberto Brito com “tristeza” e “revolta”, afirmando que o clube não possui um campo próprio há onze anos.

Recorde-se que o único complexo desportivo existente na freguesia de Penamaior foi inaugurado em 2005, tendo sido vendido pela autarquia em 2009 à empresa IKEA. Ainda que a ADC Penamaior continue a usufruir das instalações, vive na “incerteza” de, a qualquer momento, poder vir a ficar sem o complexo desportivo.

“Sendo que nenhum deles [os sintéticos] terá como destino a nossa freguesia, cabe-nos apenas lamentar, que continuamos escondidos no mapa, ignorando a nossa terra, os nossos jovens, a nossa instituição, os nossos sócios e simpatizantes!”, lê-se no comunicado publicado.

A direção do clube penamaiorense considera ainda que a falta de solução para o complexo desportivo está a “destruir um projeto que vem crescendo ano após ano e com cada vez mais equipas, mais jovens a praticar desporto”.

“Porque enquanto uns são brindados com sintéticos, nós nem campo próprio temos! Nem tão pouco um terreno, que nos desse alguma esperança!”, rematou a direção.

Humberto Brito: Objetivo é que “todos os clubes do concelho tenham um sintético”

Humberto Brito afirmou, em declarações ao JN, que o objetivo da autarquia é que “todos os clubes do concelho tenham um sintético”. Depois do anúncio de mais três novos sintéticos, ficam a faltar três para chegar à meta.

Recorde-se que, até ao momento, existem dois pisos sintéticos já colocados em Eiriz e Sanfins, em 2017. No ano passado foram anunciadas mais quatro intervenções, em Figueiró, Frazão, Raimonda e Ferreira, estando em fase de construção.

Quanto à questão da ADC Penamaior, Humberto Brito garantiu que a autarquia tem vindo a procurar uma solução, complicada devido a dificuldades na aquisição de um terreno.

“Estamos a trabalhar para arranjar um terreno disponível, mas não podemos pagar terrenos em reserva ecológica ou reserva agrícola ao preço de terreno para construção”, afirmou ao jornal nacional.

PSD defende “ampla e franca discussão com as associações desportivas do concelho”

Já os sociais-democratas pacenses lamentaram, em comunicado, o “ambiente de convulsão” causado pelo anúncio do autarca, considerando existir no Executivo Municipal uma “vontade incontrolada” de “anunciar obras sem qualquer critério para os meses que antecedem as eleições autárquicas”.

“O Executivo da Câmara Municipal revela não ter uma linha orientadora capaz de satisfazer as necessidades de cada Freguesia, as quais deveriam ser baseadas em critérios suportados por um estudo prévio e de intenções ajustadas às realidades individuais das freguesias”, considera o PSD de Paços de Ferreira.

Assim, para os “laranjas” pacenses, “não se pode anunciar obras de forma leviana e sem critérios de equidade entre as freguesias”, sendo importante criar condições para a promoção da formação de jovens, diversificar as modalidades e integrar uma ampla e franca discussão com as associações desportivas do concelho nos Conselhos Municipais do Desporto.

“Esta é uma realidade que não acontece em Paços de Ferreira. Ainda na última Assembleia Municipal, o PSD Paços de Ferreira questionou a maioria Socialista sobre a não realização destes Conselhos Municipais e aguarda as datas das suas últimas realizações, assim como as atas dos mesmos”, lê-se na nota.

A concelhia social-democrata também defende a construção de um novo Pavilhão Municipal, tendo em conta o “grande dinamismo desportivo indoor” do concelho.

“A continuidade deste dinamismo eclético do desporto no concelho fica diariamente colocada em risco e só sobrevive pelo esforço e dedicação dos dirigentes, atletas e encarregados de Educação”, rematou o PSD de Paços de Ferreira.

Contactada pelo IMEDIATO, a autarquia não quis a prestar declarações sobre o tema.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *