A menos de um mês para o início do “período crítico de incêndios rurais”, a Brigada de Sapadores Florestais da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Tâmega e Sousa já limpou, desde janeiro, mais de 92 hectares em áreas com maior vulnerabilidade.

De acordo com a CIM do Tâmega e Sousa, a Brigada de Sapadores Florestais está a criar faixas de gestão de combustível nos concelhos de Lousada, Castelo de Paiva, Amarante, Baião, Marco de Canaveses e Cinfães, que vão ser “fundamentais tanto para prevenir as ocorrências como para minimizar as suas consequências”.

Em comunicado, a entidade garantiu que os trabalhos de prevenção vão continuar mesmo durante o período crítico de incêndios, entre julho e setembro, de forma a “garantir todas as condições para diminuição da superfície percorrida por grandes incêndios”.

“Estes trabalhos dão continuidade aos realizados no ano passado, no qual foram intervencionados mais de 95 hectares de mancha florestal”, afirmou a CIM do Tâmega e Sousa.