IKEA / Exportações - Programa vai atribuir mais de 8 milhões de euros aos empresários do Tâmega e Sousa
Fotografia: IKEA

A IKEA Industry Portugal, sediada em Penamaior, Paços de Ferreira, vai ser uma das 25 empresas alvo de benefícios fiscais para apoio ao investimento. A fábrica, uma das maiores da região, está a planear um projeto de expansão que irá criar 30 novos empregos, que se irão juntar aos 1.641 já existentes.

O programa foi aprovado em Conselho de Ministros e prevê a atribuição de 92 milhões de euros em benefícios fiscais a 26 projetos de vários setores, maioritariamente concentrados no Norte e em Lisboa. Juntos, estes investimentos alcançam os 937 milhões e simbolizam a criação de 1.886 postos de trabalho até 2027 e a manutenção de outros 9.442.

O projeto apresentado pela IKEA Industry Portugal para o aumento da sua fábrica em Penamaior é um dos mais significativos e estima a criação de 30 novos empregos. Atualmente, a gigante sueca já emprega 1.641 pessoas.

Entre os projetos aprovados, além da IKEA, constam várias expansões de empresas estrangeiras para território nacional, caso da belga Decofib, dedicada à construção de painéis de madeira, que pretende criar 99 postos de trabalho em Portugal com um investimento de 5,2 milhões de euros, ou da francesa Pellenc, de maquinaria e tratores agrícolas, que almeja criar 52 empregos com 9,2 milhões de investimento.

Segundo o Ministro das Finanças, João Leão, estes benefícios fiscais podem ser aplicados em IRC, em isenções ou reduções de IMI nos imóveis dos projetos, redução de IMT na compra de imóveis devidamente incluídos nos investimentos, ou ainda no Imposto de Selo nos atos ou contratos abrangidos pelos projetos.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *