A PSP deteve, na terça-feira à noite, um homem de Paredes depois de uma perseguição policial pelas ruas da cidade do Porto. O homem, referenciado pela prática de “diversos ilícitos criminais” estava em liberdade condicional e não tinha carta de condução.

Segundo informações da PSP, a perseguição começou em Matosinhos, quando o condutor, de 35 anos, ignorou a ordem dos agentes para imobilizar o veículo durante uma operação stop e partiu em fuga a “alta velocidade”.

Depois de percorrer “diversas artérias, desobedecendo a regras e sinais de trânsito e não tomando as devidas precauções de segurança rodoviária”, a viatura foi imobilizada na rua de Faria Guimarães, quando embateu com um veículo da Polícia Municipal do Porto que estava a cortar o trânsito devido a obras.

Ao inspecionar a viatura, os agentes da PSP encontraram várias ferramentas, entre as quais três gazuas, “objetos que foram apreendidos, por suspeita de serem utilizados na prática de ilícitos criminais”.

Tanto o condutor, operário da construção civil, como o homem de 32 anos que o acompanhava “encontram-se referenciados pela prática de diversos ilícitos criminais, encontrando-se ambos em liberdade condicional”.

O homem ao volante, que não tinha carta de condução, foi detido e vai ser presente junto das autoridades judiciárias, enquanto o passageiro foi constituído arguido e está sujeito a termo de identidade e residência.