TikTok
Fotografia: Direitos Reservados

Um emigrante português na Suíça tornou-se viral no TikTok, depois de partilhar um vídeo de dança que teve mais de três milhões de visualizações. O que começou por ser uma brincadeira para Nélson Martins, conhecido como “Jackson”, tem agora um objetivo mais real: “mudar a imagem que as pessoas têm dos operários da construção civil, que são felizes naquilo que fazem”.

Desde jovem que Nélson “Jackson” gosta de dançar em Zurique, na Suíça, onde trabalha na construção civil há oito anos, este emigrante de 36 anos, natural das Termas de São Vicente, em Penafiel, encontrou uma oportunidade para mostrar às pessoas o que gosta de fazer. Fã de Michael Jackson – a quem foi buscar o nickname – Nélson “Jackson” ganhou visibilidade nos últimos meses, depois de, no início da pandemia, ter publicado um vídeo no TikTok que se tornou viral pelo mundo fora. “Fiz um vídeo muito natural, no meu local de trabalho durante uma pausa, com a farda”, conta.

O vídeo teve mais de três milhões de visualizações, de vários países, e “Jackson” foi notícia na comunicação social local e chegou à televisão. “E aí dei o salto”, explica. Rapidamente ultrapassou os 60 mil seguidores e conseguiu ainda conquistar os seus colegas de trabalho, o seu “maior apoio”, que começaram também a participar nos seus vídeos.

O segredo do seu sucesso, acredita, deve-se ao facto de ser um operário da construção civil. “Não há ninguém desta área a fazer vídeos”, afirma, acrescentando que foi por causa da sua profissão que decidiu aproveitar a oportunidade. “Sou uma pessoa muito ativa e divertida, que gosta de espalhar boas energias. E quero que as pessoas percebam isso, que nós, operários da construção civil, somos pessoas felizes com aquilo que fazemos. Sinto que os meus vídeos podem ser uma oportunidade para que a sociedade comece a olhar para nós de outra forma”, refere.

Com a visibilidade que ganhou, Nélson Martins começou a ser requisitado para fazer publicidade para empresas da área e ficou “mais comprometido” com as redes sociais e os seus seguidores. Contudo, não pondera abandonar o seu trabalho. “O meu caminho é continuar a fazer o que faço até agora porque o feedback tem sido muito positivo”, remata.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *