Prisão / GNR / Violência doméstica
Fotografia: GNR

A GNR deteve dois homens, de 37 e 51 anos, nos concelhos de Paredes e Lousada por violência doméstica, na semana passada. Os dois casos foram acompanhados pelo Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específica (NIAV).

No concelho paredense, as autoridades capturaram na quinta-feira um homem de 51 anos por agredir física e psicologicamente a sua esposa durante 31 anos de matrimónio e mesmo após esta terminar a relação.

“Nos últimos oito anos, o agressor revelou-se extremamente ciumento e controlador, vigiando a vítima nos seus movimentos diários. No último episódio de violência, a vítima colocou termo à relação, decidindo abandonar a habitação. Não aceitando esta decisão, o agressor continuou a controlar as rotinas da vítima, causando-lhe constante medo e inquietação e levando-a a temer pela sua integridade física”, relatou a GNR, em nota de imprensa.

Já na sexta-feira, o Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) deteve um homem de 37 anos no concelho de Lousada, que agrediu e chegou a ameaçar de morte a sua companheira de 32 anos, com a qual teve uma filha.

“O suspeito desde cedo [o suspeito] revelou ter dependência por jogos de fortuna ou azar, originando grande desgaste na relação de ambos. No último episódio de violência, a vítima foi fisicamente agredida na presença da menor, motivo pelo qual abandonou a habitação e colocou termo à relação. Não conformado com o final do relacionamento, o agressor começou a enviar mensagens com ameaças de morte à vítima, causando constante medo e inquietação na mesma”, descreve a GNR.

Nos dois casos, os suspeitos ficaram proibidos de contactar ou de se aproximar das vítimas, da sua residência e local de trabalho num raio de 200 metros, controlado por pulseira eletrónica, estando ainda impedido de ter na sua posse qualquer arma, devendo entregar as que possui, e obrigação de apresentações no posto policial da sua área de residência.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.