covid-19

A grande maioria dos concelhos do Vale do Sousa regista uma incidência cumulativa de covid-19 (casos positivos por cada 100 mil habitantes) inferior à média nacional, de 70 casos por 100 mil habitantes, aponta o boletim epidemiológico da Direção Geral da Saúde (DGS) desta segunda-feira.

Segundo o documento, que divulga os dados de 10 a 23 de março, o único concelho do Vale do Sousa a registar um aumento no indicador foi Castelo de Paiva, que passou de 110 casos por 100 mil habitantes (de 03 a 16 de março) a 116.

Em média, a incidência cumulativa na região ronda os 60 infetados por cada 100 mil habitantes, um valor inferior à média nacional, de 70 casos positivos por cada 100 mil habitantes, e ainda à média de Portugal Continental, de 63,4 casos de infeção por 100 mil habitantes.

O relatório da DGS aponta ainda que Penafiel continua a apresentar a menor incidência cumulativa na região, 32, tendo registado uma diminuição na ordem dos 11%. Já Lousada regista 45 infetados por 100 mil habitantes (menos 44,44% que de 03 a 16 de março) e Paredes 48, com uma queda de 4,00%.

Já Paços de Ferreira contabilizou, no período analisado pelo relatório, 58 casos de covid-19 por 100 mil habitantes, menos 47,75% que no anterior relatório, publicado na segunda-feira passada. Esta foi a maior redução entre os seis concelhos analisados pelo IMEDIATO.

Também o concelho de Felgueiras registou uma diminuição da incidência cumulativa, passando de 92 casos por 100 mil habitantes para 60, menos 34,78%. Consulte a tabela e saiba mais acerca da situação do seu concelho.


Incidência cumulativa (casos de covid-19 por 100 mil habitantes) no Vale do Sousa*:

Incidência de 03/03 a 16/03 Incidência de  10/03 a 23/03 Diferença (%)
Castelo de Paiva 110 116 +5,45%
Felgueiras 92 60 -34,78%
Lousada 81 45 -44,44%
Paços de Ferreira 111 58 -47,75%
Paredes 50 48 -4,00%
Penafiel 36 32 -11,11%
Vale do Sousa 80 59,83 -25,21%

*Dados do boletim epidemiológico da Direção Geral da saúde de 29/03.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *