vacina

 

A Câmara Municipal de Lousada propôs ao Ministério da Saúde acolher um centro de vacinação covid-19 para a região do Vale do Sousa, uma das mais afetadas pela pandemia nos últimos meses e das primeiras a ser atingidas pelo vírus em Portugal.

Na sequência de notícias recentes “e tomadas de posição públicas de inúmeros organismos nacionais e internacionais” que apontam para “a aprovação iminente da vacina contra a Covid-19” e perspetivando-se que a mesma venha a ser distribuída no início do mês de janeiro, a Câmara Municipal de Lousada propôs à Ministra da Saúde, com conhecimento da ARS Norte e do ACeS local, “para que na preparação da estratégia de distribuição desta vacina, seja dada prioridade, de forma justa e equitativa, aos territórios mais afetados, como é o caso do nosso concelho e da nossa região”, afirma a autarquia.

“Desde a primeira hora, o Município de Lousada sugeriu um conjunto de iniciativas que, depois de aceites pela tutela, resultaram numa colaboração profícua e positiva com as instituições públicas de saúde, como foi o exemplo da instalação imediata de um Centro de Testes de Diagnóstico ou, ultimamente, como um dos primeiros Municípios a instalar equipas municipais de apoio à autoridade de saúde para proceder aos contactos telefónicos com os utentes deste concelho – que tem tido resultados bastante positivos”, afirma Pedro Machado, o edil lousadense.

O autarca reconhece que este é “um processo complexo, que terá as suas dificuldades de implementação”, mas garante que já se encontra “delineado”. “Por isso, ao ser preparado um plano nacional que, porventura, consubstancie a criação de vários centros de vacinação por todo o país, a região do Vale do Sousa, em estreita parceria com os Municípios, ACeS e Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa tem que ser prioritária e das primeiras a ter esta capacidade instalada”, rematou, manifestando “total auxílio e empenho” do município ao Ministério da Saúde no processo.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *