Reclusos vencem prémio nacional com aplicações móveis
Fotografia: «Apps for Good»

Um grupo de reclusos estudantes do Estabelecimento Prisional do Vale do Sousa foi o grande vencedor do concurso nacional «Apps for Good», que premeia as melhores aplicações para smartphones ou tablets desenvolvidas por alunos e professores dos quatro cantos do país, levando dois dos prémios atribuídos.

Ao IMEDIATO, o diretor da Escola Secundária de Paços de Ferreira (ESPF), Valentim Sousa, escola associada do Estabelecimento Prisional, explicou que por detrás desta conquista estão duas equipas de alunos-reclusos, que criaram, com o apoio da professora Emerência Teixeira, as aplicações «RestaurArte» e «Movel4You», ambas ligadas ao setor do mobiliário.

O prémio «Melhor App» foi atribuído ao protótipo da aplicação «RestaurArte», que promove a comunicação entre profissionais de restauro de mobiliário e os seus possíveis clientes, assumindo ainda como objetivos a diminuição do consumo de recursos, preservação do meio ambiente, e a economia circular.

Já a «Movel4You» venceu o prémio na categoria «Cooler Planet». O protótipo lança as bases para uma plataforma agregadora de fornecedores e vendedores de mobiliário, “invertendo o paradigma” da compra online de mobiliário nos tradicionais motores de busca. Permite ao utilizador, “de uma forma rápida, segura e simples”, encontrar o móvel que deseja adquirir, sem ter de despender muito tempo.

Na fase final do concurso, os participantes levaram um ‘pitch’ de venda de forma a convencer os 21 jurados que analisaram as propostas e escolheram os vencedores.

Dupla vitória

“A conquista destes prémios é um orgulho para a nossa escola e tem um duplo sabor porque temos o dever de integrar estes alunos-reclusos na vida ativa e no mercado de trabalho”, defendeu o diretor da ESPF.

Valentim Sousa destacou o empenho de todos os envolvidos no projeto, que envolveu muito mais do que o desenvolvimento das aplicações a concurso. “Estamos a falar de algo que não estava integrado no horário normal destes alunos, houve aqui muito trabalho além das habituais aulas, mas todos se mostraram super motivados e confiantes no seu trabalho”, revela o diretor.

Com os prémios conquistados, o objetivo da ESPF é não deixar cair estas aplicações, divulgando-as em colaboração com a Associação Empresarial de Paços de Ferreira.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.