Autor de: "eu" "Objetivo" "Eleito" "56" "Amarante" "Placa" "Fechado" "Crianças" "Radiante"; Pingo-Doce" "Obrigado" "Abragão"; "Droga", "Ciclistas"; "Calçada", “Isto é próprio de um país saloio(…)”,"Green” blá, blá, blá. “Clean”, blá, blá. “Healthy”, Blá blá, blá blá…

Penafiel cidade de noite radiante. Bela, muito bela. Muito belas estão as avenidas principais e uma ou outra rua. É uma alegria para os olhos, janela da alma, andar bem agasalhado, avenida acima… avenida abaixo… rua acima, rua abaixo.

E a maioria das lojas vestiram-se da mesma beleza e estão em harmonia com a cidade (avenidas e uma ou outra rua). Estar em frente a um ou outro estabelecimento é como estar em Paris, Londres ou Nova Iorque. Parabéns a estes comerciantes que nos enchem o espírito com luz vindas de locais absolutamente inesperados em Penafiel.

Os Reis Magos, guiados por uma estrela, vieram adorar o Pai Natal em Penafiel. Espalharam, pelas principais avenidas e uma ou outra rua, ouro, mirra e incenso e houve uma explosão de luz.

A biblioteca está um espanto. A beleza de um sítio de saber elevada ao melhor. Também o belo edifício ganhou  um destaque (que sempre merece a quem passa) que o engrandece, ainda mais. São  uns quantos edifícios que merecem destaque… Um passeio pelas avenidas Sacadura Cabral, Egas Moniz e rua Tenente Cotta, Largo de Ajuda, a Alfredo Pereira, mais uma ou outra, é merecido e cada um merece um passeio por esses sítios…

Mas os Reis Magos ficaram por aí… ali, ao lado da igreja matriz, os pastores adoram o Menino Jesus… nenhuma estrela guiou para ali os Reis Magos. Parabéns a quem, com esforço pessoal, valoriza um “canto”, lamentavelmente esquecido, por muito belo, da cidade.

A estrela não guiou os Reis Magos para as freguesias do concelho… salvo um ou outro esforço individual. Fora do núcleo central da cidade pouca distribuição de ouro, mirra e incenso se vislumbra…

Senhores empresários… em cada freguesia justifica-se que se unam em Associações Empresariais… Ser associado é ser mais forte é ser mais contemplado com ouro, mirra e incenso…

Na zona nobre da cidade o Pai Natal faz o milagre da luz… Nas freguesias vemos o Menino Jesus numas palhinhas deitado, aquecido pelos bafos de um boi e de um burro… Mas está lá a mãe e o pai… é para lá que convergem pastores, lavradores, ferreiros, eletricistas, canalizadores, trolhas e toda uma riquíssima variedade de formas de ganhar a vida e de desenvolver um país…

O Menino Jesus sorri… o Menino Jesus está bem. Está feliz.

O Pai Natal está na cidade luminosa…

O Menino Jesus está com todos… mas está, também, com aqueles que não vivem na cidade luminosa.

Está, também, com aqueles que têm de pagar uns espantosos 75€ para que se faça uma ligação à rede de saneamento e os seus dejetos não sejam lançados para a natureza sem controlo, prejudicando a todos (onde há saneamento básico…).

Está, também, com aqueles que, em estado de urgência, têm que percorrer tortuosos quilómetros até chegarem ao hospital, com vida…

Felizmente o Menino Jesus vê sem o cintilar das luzes…

O Menino Jesus manda a estrela iluminar o caminho a quem deve ser iluminado… Mas há quem não queira ver e apague a luz…

Leia mais artigos na página de opinião do IMEDIATO.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.