Violência / Pulseira eletrónica / Paredes / violência doméstica / Residência / GNR
Fotografia: GNR

A GNR deteve, na quinta-feira, um homem de 47 anos por violência doméstica no concelho de Penafiel. Depois de uma investigação, foi possível apurar que durante os 25 anos de casamento, eram frequentes as ameaças de morte e injúrias à sua esposa e ao filho.

“Apurou-se ainda que, devido ao aumento do consumo de bebidas alcoólicas, o agressor começou a agredir fisicamente a vítima e ainda o seu filho de 22 anos que, em 2019, foi ameaçado de morte com uma faca encostada ao pescoço. No último episódio de violência, a vítima foi agredida, tendo sido transportada para uma unidade hospitalar”, informou a GNR, em comunicado enviado.

Tendo em conta o “escalar da violência e a gravidade dos factos”, o agressor foi detido e presente a presente a primeiro interrogatório judicial esta sexta-feira, tendo ficado proibido de permanecer ou de se aproximar da habitação das vítimas num raio de 500 metros, de contactar, por qualquer forma ou meio ou por interposta pessoa, com os ofendidos, e obrigado a se sujeitar a uma avaliação médica para tratamento da sua dependência alcoólica, controlado por pulseira eletrónica.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *