Porto Gaia Granfondo vai trazer 1.500 ciclistas à região do Vale do Sousa
Fotografia: Porto Gaia Granfondo

No próximo domingo, a primeira edição do Porto Gaia Granfondo vai levar cerca de 1.500 ciclistas desde o coração da cidade do Porto até ao quartel da Serra do Pilar, em Vila Nova de Gaia. Ao invés de simplesmente cruzarem o Douro, os participantes vão percorrer circuitos que passam pelos concelhos de Gondomar, Penafiel, Castelo de Paiva, Cinfães, Arouca e Santa Maria da Feira.

Os ciclistas podem escolher entre três percursos, de acordo com a quilometragem e o seu grau de preparação: o Minifondo, de 52 quilómetros, o Mediofondo, de 97,5 quilómetros e o Granfondo, com uma distância total de 156,5 quilómetros.

O Porto Gaia Granfondo irá marcar presença no calendário velocipédico nacional.  Após a partida no centro do Porto, os ciclistas sobem ao longo do Rio Douro, levando à primeira separação de percursos. O Minifondo irá atravessar a Barragem de Crestuma, até ao topo da N222, local que será comum aos outros dois percursos. Apesar da subida, “será um percurso acessível para os menos preparados”, indica nota de imprensa enviada pela Câmara Municipal de Castelo de Paiva às redações.

Já os participantes do Mediofondo e Granfondo continuarão a subir o rio até atravessar a Ponte de Entre-os-Rios, sendo que, pelo caminho, algumas subidas “vão ficando para trás e fazendo a primeira seleção de ciclistas”. Em direcção a Castelo de Paiva, onde vai acontecer, no centro da vila, um reabastecimento e ligeiro descanso, o Rio Douro fica para trás para o Granfondo, mas não para o Mediofondo que irá serpentear no sentido contrário.

“Descidas bonitas onde se pode tirar partido de algumas das melhores estradas da região. O sobe e desce é constante, mas a paisagem compensa, e até Canedo existe uma subida de 4km deverá deixar as últimas marcas antes dos participantes começarem a dirigirem-se para VN de Gaia onde está a meta, completando-se o percurso de 98 km” indica a autarquia.

Ao chegar a Castelo de Paiva, o Granfondo muda de trajectória em direção a Alvarenga – Arouca, pelo Vale do Paiva, na EN 225, até à entrada dos famosos passadiços. A antiga ponte sobre o rio “vai encantar” o pelotão, mas os ciclistas vão enfrentar “uma forte e longa subida” até ao alto do Gamarão, ainda no concelho de Arouca.

Os abastecimentos previstos irão providenciar o ponto de apoio perfeito para apontar ao que resta percorrer e prova volta ao território de Castelo de Paiva, pela EM 1138 até Bairros e à urbe paivense, onde se junta novamente com o Mediofondo. “Resta voltar à EN 222 e passar junto às antigas Minas do Pejão, e em Canedo, mas quem chegar até aqui, certamente conseguirá terminar esta bonita experiência velocipédica, completando em Gaia mais de 156 Km percorridos”, considera a nota.

Miguel Indurain, “considerado um dos maiores ciclistas de sempre”, será o padrinho desta 1ª edição do Porto Gaia Granfondo. O ciclista espanhol venceu cinco vezes consecutivas o Tour de France (1991-1995) e duas vezes o Giro de Itália (1992-1993) e, antes de se retirar do ciclismo, ainda foi Campeão Olímpico de contrarelógio individual, em Atlanta (1996).

Percurso do Granfondo
Imagem: Câmara Municipal de Castelo de Paiva

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.