Autor: Traidor Poema / Guerra/ Milho / Sanções / preço / guerra / pandemia / Natal / Bola de Ouro / Santo / Feira / Marcelo / Vazio / Presidente / Farda / Messi / Vacina / Férias / Europeu, "criança"; "Fraude" "Jogo" "Liberdade"; "Juízes", "Política sem vergonha","Presságio, A vitória da frustração", "País doente"

«Não sei de pássaros, / não conheço a história do fogo. / Mas creio que minha solidão deveria ter asas.» (Alejandra Pizarnik)

*****

…E EU NÃO SEI AINDA MAIS!

– e eu não sei de tanta coisa com que me deito

e acordo sobressaltado e a suar cheio de medo.

Não sei se é apenas falta de jeito

para achar o calor do teu peito,

ou se o coração endureceu como penedo;

Esta vida pesa e incomoda como dor

que envolve em cinza os dias, e os apaga,

e lhes rouba o aconchego do amor

que na minha alma a solidão esmaga!

«As palavras fazem seus ninhos / e põem seus ovos de fogo / nas feridas abertas do coração.» (Francisco Carvalho)

 

Leia mais artigos na página de opinião do IMEDIATO.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.