Paulo correia

Paulo Araújo Correia vai ser candidato à presidência da Comissão Política Concelhia do Partido Socialista (PS) de Penafiel, lugar até agora ocupado por Nuno Araújo. A apresentação oficial da candidatura – sob o lema “Ser Penafiel” – vai acontecer este sábado, dia 10 de setembro, pelas 16 horas, no Auditório do Museu Municipal de Penafiel.

“É com grande entusiasmo e maior motivação que anuncio a minha candidatura à Comissão Política Concelhia do Partido Socialista de Penafiel. É tempo de mobilizar os mais de mil militantes que compõem esta nossa grande família, reforçar os vínculos de confiança e camaradagem, fomentar a militância ativa, o debate e a troca de ideias, na certeza que com a participação e empenho de todos, seremos capazes de honrar a história do PS Penafiel e construir uma sólida e confiável alternativa ao atual executivo municipal. Os penafidelenses olham para nós na expectativa e esperança de que possamos construir um projeto autárquico capaz de responder aos anseios do nosso povo e garantir que todos possamos viver melhor nesta terra”, escreveu na sua página da rede social Facebook, apelando “à mobilização, empenho e dedicação a esta causa maior e que nos une a todos, que é Ser Penafiel”.

Ao Jornal IMEDIATO, o candidato à estrutura concelhia deu nota de que esta candidatura é de “continuidade” do trabalho realizado pela anterior Comissão Política (liderada por Nuno Araújo) que o escolheu para ser candidato à Câmara Municipal nas eleições autárquicas de 2021 e da qual fez parte, como elemento do secretariado.

“Esta é uma candidatura de continuidade, que pretende prosseguir com o trabalho valioso feito pela anterior Comissão Política”, referiu Paulo Araújo Correia, dando nota de que António Ribeiro, presidente da Junta de Freguesia de Abragão será o mandatário da candidatura e que esta conta com o apoio de Nuno Araújo, Fernando Malheiro, Agostinho Gonçalves, Nelson Correia, entre outros, “várias pessoas que foram o rosto do Partido Socialista nos últimos 20 anos”, explicou. “Reunimos o passado e o presente para preparar o futuro”, frisou, acrescentando que este futuro passa pelas eleições autárquicas de 2025.

“Estamos empenhados, mobilizados e unidos para que o PS, ao fim de 24 anos, volte a governar a Câmara Municipal de Penafiel”, afirmou, não afastando a possibilidade de uma recandidatura. “Isso é algo discutido a cerca de um ano das eleições. Mas estarei sempre disponível para aquilo que o PS precisar e se entender que sou a pessoa que está em melhores condições de o fazer, para ser candidato, não irei dizer que não”, garantiu ao Jornal IMEDIATO Paulo Araújo Correia.

Abrir o Partido Socialista à sociedade civil, “um esforço que temos feito ao longos dos tempos”, assim como continuar a lutar pelas bandeiras de campanha de 2021 “emprego, habitação e mobilidade”, que “continuam por resolver ao fim de 20 anos de governação da Coligação Penafiel Quer”, é o caminho da candidatura de Paulo Araújo Correia, que pretende um PS unido. “Temos feito um esforço muito grande para conseguir agregar todas as correntes existentes dentro do partido e fizemos esse esforço ao longo dos últimos anos e procuramos também fazê-lo nesta candidatura”, frisou o também deputado na Assembleia da República, que deverá apresentar-se a votos em lista única. “Tudo indica que esta será uma lista única”, concluiu.

O Partido Socialista de Penafiel tem cerca de 1700 militantes, que serão chamados às urnas a 8 ou 9 de outubro, para escolher o líder da estrutura concelhia.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.