Os dados do mais recente relatório provisório do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), que analisou os incêndios rurais no país de 01 de janeiro a 31 de julho, apontam que Paredes foi o concelho com maior número de ocorrências a nível nacional.

A Juventude Social-Democrata (JSD) do concelho reagiu publicamente ao relatório, considerando que a liderança de Paredes na matéria é “completamente isolada” e que o cenário só não foi “mais devastador graças ao trabalho incansável dos nossos soldados da paz”.

Os jovens sociais-democratas do concelho exigiram ainda “o apuramento de responsabilidades e uma resposta pública da Câmara Municipal de Paredes sobre esta matéria”.

Segundo o 3º relatório provisório do ICNF, nos primeiros sete meses do ano contabilizaram-se 337 incêndios rurais em Paredes, mais 202 que o segundo município mais afetado, Felgueiras.

Contudo, quando analisada a área ardida, o concelho de Paredes cai para 17º lugar, com cerca de 304 hectares. O município mais afetado foi a Sertã, com 3.638 hectares arrasados pelas chamas.

ouro e prata