oficina

O gosto pelo ciclismo e pelas bicicletas, levou Renato Gaspar a abrir um negócio inovador em Penafiel, que junta no mesmo espaço um gabinete de recuperação (massagens e nutrição) e uma oficina de bicicletas, que deu vida a um projeto solidário, que apoia as crianças mais desfavorecidas do concelho de Lousada.

“O gosto pelo ciclismo tem alguns anos. Desde a minha adolescência que andar de bicicleta era uma rotina e, juntamente a isso, fui investindo noutra área que gostava, que está ligada à recuperação de atletas”, contou ao Jornal IMEDIATO Renato Gaspar, o proprietário, juntamente com a esposa Sofia Gaspar, da Oficina do Empenado, em Penafiel.
O projeto nasceu em 2012, “numa fase complicada” que o casal atravessou, ao ver-se sem emprego. Então decidi investir num negócio diferente na região e inovador”, recordou o empresário.
Além da paixão pela mecânica e pelas bicicletas que vinha “desde muito novo”, altura em que, levado pela curiosidade, Renato Gaspar montava e desmontava bicicletas. Além disso, era também um praticante de ciclismo. “Sempre andei de bicicleta, fazia parte da minha rotina e participava em provas federadas, competi com equipas profissionais portuguesas e estrangeiras de ciclismo e essa também foi uma das razões para enveredar por esta área”.
Assim, começou a ganhar forma a Oficina do Empenando, um espaço com um conceito inovador que está instalado na cidade de Penafiel e que alia o gosto de um atleta pelas bicicletas e pelo ciclismo. “Foi juntar duas paixões que tinha, e criamos um espaço para a recuperação de atletas, com gabinete de massagens e nutrição, e reparação e venda de bicicletas e acessórios. “Em 2012, acho que fomos a primeira loja em Portugal a abrir portas com estes serviços, foi juntar tudo num só espaço”, referiu, acrescentando que “o nome veio daí. Não havia mais razão para andar “empenado””.
O gosto pelo ciclismo levou Renato Gaspar a fundar, em 2015, a primeira escola de BTT do Vale do Sousa, a “Penafiel Bike Clube”. “Hoje contamos com mais de 40 ciclistas dos cinco aos 18 anos. Atualmente desempenho a função de Presidente, Treinador e coordenador da Escola”.
Em 2019 e mais uma vez movido pela paixão pelas bicicletas, abraçou um desafio proposto pela Câmara Municipal de Lousada para incrementar o cariz solidário do seu negócio e começou a recuperar bicicletas para oferecer aos alunos mais carenciados das escolas do concelho. “Esta ideia surgiu precisamente no início do projeto “Escola a Pedalar”, em Lousada, em que verificamos que muitas crianças das escolas não tinham possibilidade de ter uma bicicleta”, afirmou, acrescentando que “o município de Lousada desempenhou um papel fundamental, nomeadamente através da divulgação da iniciativa e da recolha das bicicletas, o que se traduziu no sucesso do projeto”.
A Oficina do Empenado já participou nas três edições da iniciativa e entregou cerca de 100 bicicletas que lhe foram oferecidas e que recuperou para poder oferecê-las novamente aos alunos. “Esta iniciativa é para dar continuidade e chegar ao maior número de crianças e jovens possível”, frisou, apelando para que “as pessoas continuem a doar as bicicletas que já não usam, para que possam ser recuperadas e ganhar nova vida”.

 

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.