Circulação proibida no fim-de-semana
Fotografia: Direitos Reservados

O primeiro-ministro, António Costa, apresentou esta terça-feira um novo conjunto de medidas que entrarão em vigor às 00h do dia 25 de dezembro. Discotecas e bares vão fechar portas e teste negativo passa a ser necessário para entrar em diversos espaços e eventos.

Segundo o governante, a taxa de incidência tem vindo a crescer, assim como a representatividade da variante Ómicron, que no final do ano deverá abranger 90% dos infetados. Por outro lado, a taxa de transmissão tem vindo a diminuir, indicou António Costa, justificando a queda com a campanha de vacinação.

Após reunião do Conselho de Ministros, o primeiro-ministro apresentou um novo pacote de medidas restritivas:

Incentivar a testagem massiva:

    • Aumentar de 4 para 6 o número de testes gratuitos por pessoa a cada mês;

Antecipar as 00h00 do dia 25 as medidas previstas na semana de contenção:

  • Teletrabalho passa a ser obrigatório;
  • Encerramento de creches e ATL;
  • Encerramento de discoteacas e bares.
  • Teste negativo obrigatório para:
    • Entrar em estabelecimentos turísticos ou alojamento local;
    • Casamentos e batizados;
    • Eventos empresariais;
    • Espetáculos culturais;
    • Em todos os recintos desportivos (independentemente da sua lotação).
  • Redução de lotação dos estabelecimentos comerciais:
    • 1 pessoa por cada 5 metros quadrado

A 24, 25, 30 e 31 de dezembro e 1 de janeiro

    • Teste negativo obrigatório para entrar em restaurantes, casinos e festas de passagem de ano
    • Proibidos ajuntamentos com mais de 10 pessoas
    • Proibição de consumo de álcool na via pública

Reveja as declarações do primeiro ministro:

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.