LigaArgentina
Enzo Fernandez e Nicolás Otamendi regressam ao Benfica como campeões do mundo

A I Liga portuguesa de futebol conta, desde esta tarde, com dois campeões do mundo entre os atletas que disputam o seu campeonato. Nicolás Otamendi e Enzo Fernandez (eleito melhor jogador jovem da prova), atletas do SL Benfica, integraram o onze da Argentina que conquistou o título mundial, no Catar, ao bater na final a seleção francesa na marcação de pontapés da marca de grande penalidade (4-2), após um 3-3 no tempo regulamentar e prolongamento. Para além destes dois titulares, registe-se que Angel Di Maria e Marcos Acuña, antigos jogadores do SL Benfica e Sporting CP, também alcançaram o ambicionado troféu. É a primeira vez que o campeonato português contará na sua história com campeões do mundo em título.
O jogo que decidiu o campeão disputou-se no Estádio Nacional Lusail, no Catar, e a seleção sul-americana parecia ter decidido o jogo na primeira parte, período em que marcou os dois primeiros golos do jogo. Uma grande penalidade cometida por Dembelé sobre Angel Di Maria permitiu a Lionel Messi (23′) abrir o marcador e o próprio Di Maria fez o 2-0, aos 36′, concluindo da melhor forma um lance de contra-ataque.
Apesar de ter continuado a dominar a partida, a Argentina viveu já na parte final do encontro dois minutos fatídicos. Aos 80 minutos Nicolás Otamendi derrubou Kolo Muani na área e Kylian Mbappe reduziu para 2-1 de grande penalidade, o que motivou a França para dois minutos depois chegar de forma incrível à igualdade, em espetacular remate de Kyllian Mbappe à entrada da área.
O jogou continuou muito emotivo, mas foi com 2-2 que terminaram os 90 minutos regulamentares e a partida seguiu para prolongamento. As duas seleções tiveram então oportunidade de decidir a partida a seu favor, mas foi Lionel Messi a marcar o 3-2, aos 109 minutos. O jogo parecia resolvido, mas a França voltou à vida quando Montiel cortou uma bola com o braço na área e o árbitro assinalou o respetivo penalti. Estávamos nos 118 minutos e Kylian Mbappe não tremeu na marcação e fez o 3-3! Com cinco minutos ainda para jogar ambas as equipas tiveram boas oportunidades para vencer a partida, valendo as soberanas intervenções dos dois guarda-redes.
O encontro seguiu então para a marcação de grandes penalidades onde seria encontrado o vencedor deste fantástico jogo. Kingsley Coman e Tchouameni falharam a marcação para a França e Montiel marcou o penalti que deu o 3º título mundial à Argentina. Depois do título em casa, em 1978, e no México em 1986, a seleção das pampas conquistou o título no Catar, em 2022.
Refira-se que Antoine Griezmann também participou na final, sendo substituído aos 71 minutos de jogo. O neto do pacense Amaro da Cavada não conseguiu repetir o feito de 2018, onde se sagrou campeão mundial na Rússia.
A seleção portuguesa ficou-se pelos quartos de final da competição, ao ser derrotada (1-0) por Marrocos.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.