Lean Construction - ou como optimizar os processos no sector da construção
Fotografia: Direitos Reservados

Já ouviu falar de Lean Construction? Este conceito não é novo, mas nunca esteve tão em voga como agora. Falar de Lean Construction – ou construção enxuta – é falar de sustentabilidade e de qualidade. Lean Construction é também a optimização dos recursos (humanos e não só) de forma produtiva, sendo capaz de criar um processo de trabalho organizado e que respeite prazos. Igualmente importante é saber antever possíveis problemas e imprevistos, preparando-se para eles, de forma eficiente.

Interessado neste conceito? Confira, então, alguns dos seus princípios básicos!

A tecnologia é sua amiga

Hoje em dia, é possível optimizar os processos no sector da construção através de várias ferramentas e tecnologias. Tal permite não só agilizar a produção e cumprir prazos, como também é uma forma de poupar tempo e dinheiro a todos os envolvidos.

Veja-se, por exemplo, o caso do Revit, um software que é perfeito para criar e documentar projetos, sendo ainda capaz de reunir na mesma plataforma todos os profissionais envolvidos na obra. Deste modo, não só facilita a comunicação, como também permite minimizar conflitos.

No sector da construção, outro software muito popular é o AutoCAD. O AutoCad permite a criação e projeção de desenhos técnicos 2D ou 3D, de forma rápida e simples. Graças ao extremo detalhe é capaz de minimizar erros e antever problemas, permitindo acelerar processos e tornando, assim, a obra mais eficiente.

Hoje em dia existem vários recursos tecnológicos ao seu dispor e que lhe podem ajudar quer a comunicar (com obreiros, fornecedores, clientes, etc.), como a agilizar todo o processo da obra – da sua criação à sua construção. Tal permite-lhe não só poupar (tempo e dinheiro), como também torna o processo muito mais transparente – inclusive aos olhos do cliente.

Usar apenas o necessário

Outro princípio básico é evitar o desperdício, primando pela qualidade em vez de quantidade! Assim sendo, este valor deverá ser patente no resultado final da obra, mas também durante a sua execução e na forma como tudo é organizado e feito.

Tal implica não só cortar no que é desnecessário e excessivo, mas também ser mais sustentável, usando bons materiais e optando por empregar mão de obra especializada.

Este princípio deve ser aplicado nas mais variadas vertentes de um projeto: de inventário à calendarização, passando pelo transporte e pelos trabalhadores.

Obras que acrescentam valor

O conceito de Lean Construction defende também a importância de criar algo com e que acrescente valor do ponto de vista do cliente e também para a sociedade. Para tal é essencial conhecer bem o seu cliente, assim como as suas necessidades. Assim, compete ao profissional saber usar esse conhecimento para fazer – e marcar – a diferença.

Se conseguir fazer isto, não só estará a destacar-se da concorrência, como também conseguirá fidelizar o cliente. E, quem sabe, se assim não consegue também angariar novos clientes. Deixe o seu trabalho falar por si! Afinal, melhor estratégia de marketing não há!

Planificar é obrigatório

Para terminar, uma boa planificação e gestão é a “cola” que reúne todos estes conceitos, tornando a Lean Construction uma possibilidade.

Apenas assim e com prazos realistas e uma boa comunicação entre todos os envolvidos, será possível levar a cabo uma obra bem organizada e sem desperdícios – de tempo, materiais, profissionais, etc.

No entanto, é importante que veja a calendarização como algo aberto, onde haja espaço para o erro e para possíveis imprevistos que possam acontecer. E, claro, sempre que possível use o seu conhecimento e experiência para antever esses problemas.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *