Paços de Ferreira / Balcão Único do Prédio / Bacalhau e bolo rei /armas
Fotografia: IMEDIATO/Ricardo Rodrigues

Foi aprovado, esta sexta-feira de manhã em reunião do executivo municipal de Paços de Ferreira, o pedido apresentado pela vereadora Filomena Silva para a suspensão de mandato. As funções da vereadora eleita pelo Partido Socialista vão ser suspensas por 180 dias, ditando a entrada de Júlio Morais para o executivo.

Segundo apurou o IMEDIATO, este ponto de votação recebeu por parte dos membros do executivo municipal três votos a favor e três abstenções, sendo o voto secreto. Recorde-se que na base do pedido de suspensão apresentado por Filomena Silva estão motivos “pessoais e de saúde”.

Esta é a segunda entrada de Júlio Morais para o executivo municipal de Paços de Ferreira, tendo também a primeira sido em regime de substituição. Em agosto do ano passado, substituiu Paulo Barbosa, ex-vice-presidente da Câmara Municipal, aquando do seu pedido de suspensão de mandato.

Durante a reunião foi ainda oficializada a distribuição de pelouros entre os vereadores socialistas para o quadriénio 2021-2025.

Humberto Brito, presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira:

  • Desenvolvimento económico;
  • Cooperação externa e relações internacionais;
  • Ordenamento do território e urbanismo;
  • Licenciamento e autorização;
  • Articulação com as freguesias e organismos da administração central;
  • Serviços jurídicos / Contencioso administrativo;
  • Saúde;
  • Turismo;
  • Comunicação e imagem.

Paulo Ferreira, vice-presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira:

  • Educação, ensino e formação profissional;
  • Proteção civil e segurança pública;
  • Ação social e coesão social;
  • Comunicações, transportes, mobilidade e energia;
  • Polícia e fiscalização municipal;
  • Bem-estar e saúde animal;
  • Defesa do consumidor;
  • Articulação com entidades participadas pelo município (empresas municipais e entidades de cariz associativo e/ou supramunicipal);
  • Adjunto do Presidente para as áreas do ordenamento do território, urbanismo, licenciamento e autorização;
  • Adjunto do Presidente na articulação com as freguesias e organismos da administração central.

Joaquim Sousa, vereador:

  • Gestão financeira e económica;
  • Controlo interno, incluindo inventário de bens, direitos e obrigações patrimoniais municipais;
  • Contraordenações e execuções fiscais;
  • Modernização administrativa;
  • Gestão de recursos humanos.

Júlio Morais, vereador:

  • Habitação (social e cooperativo);
  • Desporto;
  • Ambiente e saneamento básico;
  • Juventude e tempos livres;
  • Cultura, património cultural e ciência;
  • Associativismo desportivo e cultural;
  • Equipamento rural e urbano.

O executivo municipal conta ainda com mais três vereadores eleitos pelo Partido Social Democrata, que vão exercer o cargo sem pelouros.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.