Idalino Leão
O novo conselho de administração, liderado por Idalino Leão (ao centro). Fotografia: FENALAC

Idalino Leão foi eleito presidente do conselho de administração da Federação Nacional das Cooperativas de Produtores de Leite, a entidade que representa o sector lácteo cooperativo em Portugal. O pacense foi eleito para o quadriénio 2022-2025 e assume como prioridade a “sustentabilidade económica da produção de leite”.

O ato eleitoral para decidir os novos órgãos socias da FENALAC decorreu na sede da federação, na cidade do Porto. O novo conselho de administração é presidido por Idalino Leão, da AGROS, acompanhado por José Marques e Nuno Cardoso, da Lacticoop, e Adalberto Póvoa e Vítor Santos, da Proleite.

“Será prioridade deste conselho de administração a sustentabilidade económica da produção de leite, a qual atravessa um período difícil devido ao aumento muito significativo do preço dos fatores de produção”, referiu Idalino Leão, também presidente da Cooperativa Agrícola A Lavoura de Paços de Ferreira.

A FENALAC é a entidade que representa o sector lácteo cooperativo nacional, assumindo-se como um parceiro institucional e uma presença interventiva na sociedade, empenhada no desenvolvimento de projetos de responsabilidade social. É formada por quatro grandes organizações cooperativas – Agros, Proleite, Lacticoop e Serraleit – que juntas representam 70% do sector lácteo do território continental, o equivalente a 1.200 produtores de leite.

“Como entidade presente em toda a fileira do leite – desde a produção e recolha, à transformação, consumo e valorização – as entidades agregadas prestam assessoria técnica junto dos produtores e apoia a modernização tecnológica das explorações de leite, com repercussões na melhoria de condições de produção e na criação de emprego nas zonas rurais”, indica nota de imprensa da FENALAC enviada ao IMEDIATO.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.