hospital

 

Um guarda prisional do Estabelecimento Prisional do Vale do Sousa puxou da arma de serviço e ameaçou de morte utentes e funcionários do Hospital da Misericórdia de Paredes, depois de não ser autorizado a ver a mãe, internada naquela unidade hospitalar.

Ao que o Jornal IMEDIATO apurou, o incidente ocorreu na tarde desta quinta-feira quando o guarda prisional de 59 anos não foi autorizado a visitar a progenitora. De arma em punho, ameaçou utentes e funcionários, ameaças estas que repetiu contra os militares da GNR de Paredes, quando estes chegaram ao local. O homem acabou por ser detido e pernoitou no posto.

O caso foi comunicado ao Ministério Público e o guarda prisional vai ser ouvido por um juiz ainda esta tarde.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *