Golaços de Luther Singh com vista para o quarto
Fotografia: Jorge L. Nunes

O treinador do FC Paços de Ferreira havia prometido “um grande jogo contra o Nacional”, como reação à pesada derrota nos Açores e a equipa não o desiludiu. Os Castores realizaram uma excelente primeira parte frente o Nacional, na qual marcaram dois golos sem resposta à equipa madeirense.

E foram dois golos de se lhe tirar o chapéu, em noite de grande inspiração de Luther Singh. Aos 15 minutos o sul-africano esperou por uma bola aérea que foi afastada da área e com um fantástico pontapé entre vólei e trivela colocou-a no fundo das redes madeirenses.

Não satisfeito com esse momento que entrará para os melhores golos da época, Singh voltou a encher o pé aos 33 minutos, disferindo um remate à entrada da área que só parou dentro da baliza, elevando o resultado para um confortável 2-0.

Na segunda parte o Paços foi gerindo a vantagem no marcador perante uma natural reação do Nacional, embora sem lances de perigo para a baliza de Jordi. Pertenceram mesmo ao amarelos as melhores situações de golo, com Douglas Tanque e Martin Calderon a acertarem na trave e poste da baliza adversária.

O Nacional acabaria por alcançar o golo de honra já para além do tempo de descontos, após pontapé de canto em que Rochez deu o melhor seguimento de cabeça para a baliza pacense. O jogo terminou de seguida com um justo 2-1 para o Paços.

Com este triunfo os Castores entraram na casa dos quarenta pontos (41) na Liga e estão a apenas um do quarto lugar que é pertença do SL Benfica, embora tenha menos um jogo disputado. Os encarnados jogam na próxima segunda-feira no Estádio Nacional, frente ao Belenenses. A equipa pacense abriu também seis pontos de vantagem para o 6º classificado, que é o Vitória de Guimarães, que acertará calendário na próxima terça-feira em Braga.

A viver uma grande temporada e em posição que dá acesso às competições europeias da próxima época, o FC Paços de Ferreira tem o próximo compromisso da Liga agendado para domingo (14) no Estádio do Dragão, frente ao FC Porto.

Estádio Capital do Móvel

Árbitro: Iancu Vasilica (Vila Real), auxiliado por Álvaro Mesquita e Nelson Cunha.
Disciplina: Cartão Amarelo; Marcelo (10‘); Rúben Micael (57’); Luiz Carlos (57’); Eustaquio (63’); Júlio César (64’); Pedrão (67’); Nuno Borges (83’).

FC PAÇOS DE FERREIRA: Jordi; Fernando Fonseca, Marcelo (Marco Baixinho, 45’), Maracás e Rebocho; Eustaquio, Luiz Carlos (Uilton, 79’) e Bruno Costa; Luther Singh (Martín, 79’), Douglas Tanque (João Pedro, 83’) e Hélder Ferreira (João Amaral, 60’).
Não utilizados: Michael Fracaro; Abbas Ibrahim, Adriano Castanheira e Dor Jan.
Treinador: Pepa

CD NACIONAL: Riccardo Piscitelli; Kalindi, Pedrão, Júlio César e João Vigário (Witi, 55’); Nuno Borges, Rúben Micael (Koziello, 67’) e Francisco Ramos (Eber Bessa, 67’); Gorré (Rochez, 77’), Brayan Riascos (Marco Matias, 77’) e Pedro Mendes.
Não utilizados: Seydou Sy; Azouni, Camacho e Rui Correia.
Treinador: Luís Freire

Ao intervalo: 2-0

Resultado Final: 2-1

Marcadores: 1-0 Luther Singh (15’); 2-0 Luther Singh (33’); 2-1 Rochez (90’+3).

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *