Esquina Criativa site.1jpg

Para Bernardo Valinhas, também conhecido como “Bug”, a música não representa uma ambição: foi algo casual, mas profundamente importante, ao permitir desenvolver o pensamento e a reflexão. O rapper esteve à conversa com o IMEDIATO no programa «Esquina Criativa».

“Sempre que posso tenho os auscultadores nos ouvidos e isso é uma coisa que já vem há muitos anos, mas nunca tive a ambição se ser músico. (…) Em 2018 comecei a explorar uns beats de forma descomprometida e depois a tentar escrever umas coisas por necessidade de me expressar”, contou.

No início, publicou apenas alguns temas em plataformas digitais, acabando por ser contactado para um concerto. Quando subiu ao palco pela segunda vez, entrou em contacto com a editora portuense «Paga-lhe o Quarto», com a qual tem vindo a trabalhar nos últimos anos.

Nos dois EP’s de “Bug” publicados, a introspeção é uma constante, sendo que o o rapper pacense deverá publicar um novo trabalho este ano para encerrar “um capítulo mais negro”. Veja o último episódio do podcast «Esquina Criativa»!

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *