pepetela

A cidade angolana de Benguela recebe hoje, segunda-feira, dia 23 de janeiro, o Festival Literário Escritaria, uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Penafiel que, com esta viagem até Angola, dá o primeiro passo na internacionalização.

A vontade de internacionalizar o festival já tinha sido manifestada pela organização, que agora vê este desejo ser concretizado com a ida do festival a Benguela e que passará depois pelo Lubango, Undjiva- Cunene e a última exposição será em Luanda.

“A organização desta parceria, com Angola, junta a Câmara Municipal de Penafiel e o Instituto Piaget, que vai realizar uma homenagem à vida e obra do escritor Angolano Pepetela, em Benguela, semelhante ao festival literário que decorreu em 2018 em Penafiel”, refere fonte da autarquia, explicando que o Escritaria em Benguela, se realiza no grande campus do Instituto Piaget, que vai receber uma grande exposição, composta por materiais semelhantes aos que habitualmente marcam a Escritaria em Penafiel e que é aberta a estudantes e população em geral.

Segundo o município, “este projeto contou com o apoio imprescindível do empresário penafidelense António Carvalho”, que se encontra instalado em Benguela, e que desde a primeira hora motivou a realização do projeto, dando inclusive apoio ao nível da logística e das estruturas colocadas na exposição, patente no instituto, e que irá circular por outras províncias de Angola. Para o empresário António Carvalho” foi um desafio muito gratificante destacar a língua e a literatura Portuguesa, além de ser uma alegria ajudar a trazer para Angola um evento da minha terra e receber a comitiva dos meus concidadãos”.

“Estruturas de exposição de grande dimensão, frases do escritor espalhadas por todo o lado, assim como materiais portáteis de literatura, como caixas de cartão, entre outros, fazem parte de um “percurso literário” de homenagem a Pepetela, em Benguela, que conta ainda com música, declamação de textos do escritor homenageado, entre outras iniciativas”, revela a autarquia.

Para recriar “grande parte do ambiente de homenagem e de afetos que é uma marca da Escritaria em Penafiel”, os alunos de letras do instituto Piaget, em Benguela, vão ter oportunidade de entregar em mão ao escritor Angolano Pepetela “dezenas de postais com poesia, e não só”.

Antonino

O Presidente da Câmara Municipal de Penafiel, Antonino de Sousa, relembra a edição dedicada ao escritor, em 2018, e destaca esta “nova fase da vida da Escritaria, já com 15 anos de existência, mas que se reinventa permanentemente, neste caso com a internacionalização pelos países de língua Portuguesa e numa troca de experiências culturais onde a literatura é o principal elo de ligação”.

Segundo o autarca, “Angola é o primeiro país a receber a Escritaria, dedicada a um autor do seu país, neste caso ao angolano Pepetela” e o município dá assim “o primeiro, de muitos, passos no processo de internacionalização deste festival literário de grande dimensão no mundo da lusofonia. Um agradecimento especial ao escritor Angolano Pepetela e ao Instituo Superior Politécnico Jean Piaget de Benguela e autoridades governamentais que tornaram este primeiro passo, uma realidade”.

Já Ana Pérez, coordenadora deste projeto em parceria com o Instituto Piaget, refere que “faz todo o sentido realizar este tipo de promoção da língua portuguesa e da literatura, desde logo porque o fundador do Instituto era poeta e filósofo e depois porque estamos presentes, no ensino, em inúmeros países de língua portuguesa e esta língua que nos une é um património cultural absolutamente distinto. Fazer chegar a literatura ao maior número de pessoas é uma missão distinta e contribui muito para o nosso crescimento como seres humanos”

Para o presidente da Associação Instituto Piaget de Angola, Mário Rui Ferreira, “copiar” o Escritaria” de Penafiel é tão só a obrigatoriedade de reativar e incentivar o prazer da leitura de um bom livro, em especial de bons autores da língua portuguesa”.

Frase de Pepetela fica eternizada em Penafiel e Benguela

A própria frase de Pepetela que ficou a marcar o património urbano de Penafiel, em 2018, foi replicada em Benguela, a recordar:  “A transferência de conhecimentos, ideias e emoções através dos livros devia ser eterna, mas está em risco”.

Foi inaugurada hoje, dia 23, a exposição dedicada à vida e obra do escritor Angolano Pepetela, em Benguela, uma homenagem semelhante à que decorreu em 2018 em Penafiel.

pepetela1

Escritor grato pela homenagem

Em Benguela, o escritor homenageado Pepetela viu ser inaugurada uma exposição dedicada à sua vida e obra, uma homenagem semelhante à que decorreu em 2018 em Penafiel. Aos presentes, Pepetela afirmou que “o sentimento de gratidão para com o Escritaria permanece. É de louvar a missão deste Festival Literário. Esta internacionalização é muito importante pois marca o arranque de um projeto único que envolve uma comunidade à volta de um autor. É bom haver coisas novas, e este evento chegar a Benguela comove-me particularmente. Para além de promoverem a literatura e a lusofonia na cidade de Penafiel, entenderam voar mais alto, e levar este evento além fronteias, e chegar aos países da lusofonia.”

O Escritaria 

Recorde-se que o Escritaria é o único festival literário, que se dedica a homenagear um escritor vivo de língua portuguesa e onde a cidade de Penafiel se transforma por uns dias na cidade do autor homenageado. Depois de Urbano Tavares Rodrigues, José Saramago, Agustina Bessa-Luís, Mia Couto, António Lobo Antunes, Mário de Carvalho, Lídia Jorge, Mário Cláudio, Alice Vieira, Miguel Sousa Tavares, Pepetela, Manuel Alegre, Mário Zambujal e Germano Almeida, Penafiel prestou homenagem em 2022, a título póstumo, a Ana Luísa Amaral.

Em outubro de 2018, Penafiel transformou-se na cidade de Pepetela, cujo nome é Artur Carlos Maurício Pestana dos Santos, que nasceu em Benguela, Angola, em 1941 e que apresenta uma vasta obra literária.

 

 

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.